McLaren faz "mudanças drásticas" para abertura da temporada

segunda-feira, 21 de março de 2011 12:28 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A McLaren repensou seu carro para o Grande Prêmio da Austrália que abre a temporada da Fórmula 1 no domingo, e espera ganhar um segundo por volta com as mudanças após ter decepcionando nos testes, disse o chefe da escuderia, Martin Whitmarsh, nesta segunda-feira.

"Não estava satisfeito com o carro nos testes", disse ele a jornalistas num conference call. "Fizemos algumas mudanças drásticas, e vamos ver essas modificações na Austrália. Existe algum risco, mas acho que essa era a coisa certa a fazer, e esperamos que o risco valha a pena e que o carro seja muito mais competitivo", acrescentou.

Whitmarsh disse que a equipe, que foi vice-campeã no ano passado, mudou o assoalho do carro MP4-24 e o sistema de exaustão por um modelo mais simples, porém mais resistente.

A McLaren ganhou em Melbourne no ano passado com o britânico campeão de 2009 Jenson Button, cuja esperança de obter uma terceira vitória seguida na Austrália diminuiu com os evidentes problemas enfrentados pela equipe nos testes de pré-temporada na Espanha.

Button ainda não conseguiu correr a distância de uma corrida em um único dia de testes devido a problemas mecânicos. Em seu último dia de testes em Barcelona antes de embarcar para a Austrália, ele completou 57 voltas, em comparação com as 141 de Fernando Alonso, da Ferrari.

O britânico Lewis Hamilton, campeão do mundo de 2008, venceu no circuito de Albert Park em 2008, mas também já disse que não considera o atual carro um candidato a vencer corridas.

A atual campeã Red Bull, com o australiano Mark Webber e o atual campeão do mundo Sebastian Vettel, e a Ferrari são as favoritas a conquistar o título de 2011.

(Reportagem de Alan Baldwin)

 
<p>Lewis Hamilton da McLaren durante sess&atilde;o de treino com chuva no circuito de Catalunha em Montemelo, na Espanha. A McLaren repensou seu carro para o Grande Pr&ecirc;mio da Austr&aacute;lia que abre a temporada da F&oacute;rmula 1 no domingo. 12/03/2011 REUTERS/Albert Gea</p>