Blatter diz que não vai tentar reeleição na Fifa em 2015

terça-feira, 22 de março de 2011 10:53 BRT
 

Por Brian Homewood

PARIS (Reuters) - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse nesta terça-feira que deixará a entidade em 2015 se for reeleito para um quarto mandato seguido em junho.

"Eu sei que eu aspiro a mais quatro anos. Esses serão os últimos quatro anos para os quais irei me candidatar", disse ele em discurso ao Congresso da Uefa.

Blatter enfrentará Mohamed Bin Hammam, presidente da Confederação Asiática de Futebol (AFC), na eleição a ser realizada no Congresso da Fifa em Zurique, em 1o de junho.

O suíço, de 75 anos, ex-secretário-geral da Fifa, está no cargo desde que derrotou o então presidente da Uefa Lennart Johansson, em uma votação em 1998.

Blatter e seu adversário catariano estão em Paris como convidados da Uefa.

"Temos o trabalho de encerrar uma aventura que começou em Marrakech em 2005", disse Blatter, referindo-se ao Congresso da Fifa daquele ano, o primeiro a ser realizado na África.

Blatter ressaltou os desafios da Fifa, mencionando resultados combinados em jogos, apostas ilegais e a perda do respeito pelos árbitros. Ele aplaudiu a experiência da Fifa com árbitros assistentes adicionais, vistos como alternativa para a tecnologia que monitora a linha do gol.

"O futebol está abalado por pequenos males do mundo, é apenas um jogo, mas em jogos as pessoas tendem a roubar", disse.   Continuação...

 
<p>Presidente da Fifa, Joseph Blatter, durante coletiva de imprensa antes de receber homenagem do sult&atilde;o Ahmad Shah, presidente da Associa&ccedil;&atilde;o de Futebol da Mal&aacute;sia, em Kuala Lumpur. Blatter disse nesta ter&ccedil;a-feira que deixar&aacute; a entidade em 2015 se for reeleito para um quarto mandato seguido em junho. 17/03/2011 REUTERS/Bazuki Muhammad</p>