Liga espanhola vê poucas chances de reverter greve

quinta-feira, 24 de março de 2011 18:00 BRT
 

MADRI (Reuters) - O chefe da Liga de Futebol Profissional da Espanha (LFP) não acredita que será possível resolver uma disputa com o governo que coloca em risco a realização de uma série de partidas do Campeonato Espanhol em abril.

O presidente da LFP, José Luis Astiazaran, disse nesta quinta-feira que não houve "grande progresso" na busca por uma solução para o problema que surgiu no mês passado, após a liga ter pedido ao governo espanhol que revogue uma lei que obriga a exibição de uma partida por semana na TV aberta.

A LFP argumenta que a revogação dessa medida aumentaria o poder de barganha dos clubes nas negociações dos direitos de transmissão com a mídia.

Astiazaran disse nesta quinta que vê "muito pouca chance" de encontrar uma solução que impeça a suspensão da 30a rodada, nos dias 2 e 3 de abril, quando o líder Barcelona enfrentaria o Villarreal e o segundo colocado Real Madrid jogaria com o Sporting Gijon.

No entanto, ele afirmou que a liga ainda está aberta a negociações.

"A seleção espanhola vai jogar na sexta-feira em Granada ... Vamos tentar encontrar um senso comum", disse ele a repórteres.

(Reportagem de Iain Rogers)