Figueroa rejeita candidatura à presidência da Fifa

quarta-feira, 30 de março de 2011 16:19 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - O ex-zagueiro chileno Elías Figueroa, eleito três vezes o melhor jogador da América, rejeitou nesta quarta-feira candidatar-se à presidência da Fifa por falta de tempo para elaborar um projeto, embora a escassez de apoio a sua candidatura tenha definido sua postura.

Figueroa, de 64 anos, havia sido contatado por um grupo denominado "Change Fifa" (Mudar a Fifa) para apresentá-lo como candidato na eleição em que o suíço Joseph Blatter buscará um novo mandato e concorrerá com Mohamed Bin Hammam, presidente da Confederação Asiática de Futebol.

"Decidi não aceitar... tendo como única causa a certeza de que em tão curto prazo de tempo de postulação (o prazo vence na sexta-feira) não poderia desenvolver um trabalho adequado à magnitude e importância de tão distinta tarefa", disse Figueroa em comunicado no qual não se referiu ao apoio de uma federação que necesitava para candidatar-se.

"Aproveito para agradecer publicamente o convite formulado por este grupo internacional, pois esta nomeação representa todos os chilenos", acrescentou.

Figueroa, que como jogador brilhou no Peñarol e no Internacional de Porto Alegre, disse na semana passada que estudava se candidatar após contato de um grupo europeu que busca mudanças na entidade que controla o futebol mundial.

O grande obstáculo para a candidatura do ex-zagueiro foi a falta de apoio de alguma associação nacional que validaria sua postulação.

Esta situação levou o inglês Oliver Fowgler, integrante do Change Fifa, a criticar a Associação Nacional de Futebol Profissional do Chile (ANFP) por não apoiar Figueroa.

(Reportagem de Claudio Cerda)