Dortmund goleia o Hanover e mantém vantagem de 7 pontos

sábado, 2 de abril de 2011 14:22 BRT
 

BERLIM (Reuters) - O líder do Campeonato Alemão Borussia Dortmund conseguiu uma bela virada depois de estar perdendo por um gol ao marcar quatro vezes em 23 minutos na goleada contra o Hanover 96 por 4 x 1 neste sábado.

Com o resultado, a equipe conseguiu manter a sua vantagem de sete pontos na liderança ante o segundo colocado, Bayer Leverkusen, faltando seis partidas para o final da temporada.

Lucas Barrios marcou duas vezes, Kevin Grosskreutz uma e Mario Goetze passou por quatro defensores para marcar em jogada individual. O Hanover abriu o placar com Mohammed Abdellaoue no início do segundo tempo.

A vitória, a primeira do Dortmund em três partidas, deixa a equipe com 65 pontos, enquanto o vice-líder Leverkusen, que venceu por 1 x 0 o Kaiserslautern, está com 58.

O campeão da temporada passada, Bayern Munich, tomou a terceira posição do Hanover com 51 pontos após a difícil vitória de 1 x 0 sobre o Borussia Moenchengladbach, ameaçado pelo rebaixamento, graças ao gol de Arjen Robben no segundo tempo.

O Bayern tenta desesperadamente terminar pelo menos em terceiro para conseguir uma vaga na Copa dos Campeões da Europa na próxima temporada. O Hanover está um ponto atrás com 50.

O Dortmund enfrentou o Hanover, ansioso por continuar a sua temporada espetacular, perante a sua torcida com 80 mil pessoas em uma tarde ensolarada. O time da casa, que conseguiu apenas um ponto nas duas partidas anteriores, viu a sua vantagem de 12 pontos cair quase à metade.

Nesta partida, a equipe quase conseguiu abrir o placar por duas vezes com o atacante da seleção do Paraguai Barrios, mas foi Abdellaoue que abriu o placar para o Hanover aproveitando jogada de Sergio Pinto.

A reação do Dortmund foi imediata. O jovem Goetze pegou a bola fora da grande área, passou por quatro defensores antes de marcar.   Continuação...

 
<p>Lucas Barrios, do Borussia Dortmund, chuta a bola durante partida contra o Hanover 96 no Campeonato Alem&atilde;o. 2/04/2011 REUTERS/Wolfgang Rattay</p>