Lille vence Caen e aumenta liderança do Campeonato Francês

sábado, 2 de abril de 2011 17:30 BRT
 

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - O líder Lille deu outro passo importante para garantir o título que não ganha desde 1954 com a vitória por 3 x 1 em casa contra o Caen neste sábado.

O time da região norte da França, com 58 pontos em 29 jogos, teve uma excelente partida e garantiu a vitória com gols de Aurelien Chedjou, Eden Hazard e Moussa Sow. Caen reduziu a vantagem com gol no final da partida de Youssef El-Arabi, mas era tarde demais.

O Lille é seguido pelo vice-líder Olympique Marseille, que viaja para enfrentar o RC Lens no domingo, que está sete pontos atrás. O terceiro, o Stade Rennes também tem 51 pontos e ficou apenas em um empate por 0 x 0 em casa contra o ameaçado pelo rebaixamento AJ Auxerre. Monaco, o antepenúltimo, manteve as esperanças de se manter na primeira divisão com a vitória por 2 x 0 contra o Arles-Avignon.

A esperança do Paris St Germain de jogar a Copa dos Campeões sofreu um revés com o empate do time da capital por 0 x 0 em casa contra o Lorient. O PSG, que não vence no campeonato a quatro partidas, segue em quinto, mas está cinco pontos atrás do Rennes com nove partidas a serem disputadas.

O time do Lille, que joga no estádio Villeneuve d'Ascq até que o seu novo estádio seja construído ano que vem, poderia ter vencido com um placar ainda maior, mas Yohan Cabaye desperdiçou um pênalti no primeiro tempo e Gervinho viu uma finalização dele ser defendida de maneira brilhante por Thomas Bosmel.

O time treinado por Rudi Garcia saiu na frente aos 30 minutos de jogo com cabeçada do zagueiro camaronês Chedjou e dobrou a liderança no placar com Hazard. O jovem jogador belga, votado por duas vezes a melhor promessa do Campeonato Francês, aproveitou falha na defesa do Caen. Sow, o artilheiro do campeonato, marcou o seu 20o gol ao aproveitar um cruzamento de Gervinho no segundo tempo.

"Estamos no caminho certo. Se continuarmos assim, vamos conseguir", disse Hazard ao canal de televisão francês Foot Plus. "Nós colocamos pressão no Marseille. Se eles não vencerem, a nossa liderança aumenta", acrescentou.