Cavani marca três gols em meia hora e Napoli vence

domingo, 3 de abril de 2011 12:17 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Edinson Cavani marcou três gols em menos de meia hora na virada do Napoli, que perdia por dois gols, para vencer a Lazio por 4 x 3 pelo Campeonato Italiano no domingo.

O uruguaio marcou o seu 25o gol na competição, empatando com Antonio de Natale da Udinese, mantendo as esperanças do Napoli de conquistar o título do Italiano em uma partida emocionante com três decisões do árbitro que deixaram o time adversário muito irritado.

A Lazio teve um gol que, aparentemente, foi anulado de maneira errada quando o placar estava em 2 x 2. Cristian Brocchi chutou de longe, a bola bateu no travessão e sobre a linha. Os replays da televisão sugerem que a bola cruzou a linha do gol por pelo menos um metro.

Os visitantes também ficaram furiosos com um pênalti a favor do Napoli que deixou a partida em 3 x 3. Além disso, a equipe reclama que o gol da vitória do Napoli surgiu de um impedimento.

Stefano Mauri abriu o placar para a Lazio em boa jogada individual ao passar por vários defensores antes de marcar. Minutos depois, ele quase marcou novamente da mesma posição, mas chutou para fora. A Lazio aumentou o placar com o zagueiro brasileiro André Dias no segundo tempo.

No entanto, o Napoli conseguiu o empate em cinco minutos com gols de Andrea Dossena e Cavani, ambos aproveitando cobranças de falta. E isto foi seguido pelo incidente com Brocchi, mas os protestos da Lazio diminuíram rapidamente quando Salvatore Aronica marcou contra e colocou o time de Roma na frente novamente.

O Napoli empatou novamente com Cavani. Quando o uruguaio caiu na área em disputa com Giuseppe Biava, o juiz marcou pênalti, expulsou o jogador da Lazio e Cavani marcou aos 38 minutos do segundo tempo.

Com dois minutos para terminar a partida, Cavani se livrou dos defensores da Lazio e encobriu o goleiro da Lazio, o seu compatriota Muslera. Ele chegou a tocar na bola, mas não evitou o gol.

Cavani e Giuseppe Sculli receberam cartões amarelos em uma confusão nos acréscimos. O uruguaio teve sorte de não ser expulso pelo juiz depois de simular pênalti minutos depois.

(Por Brian Homewood, em Berna)

 
<p>Edinson Cavani (esquerda), do Napoli, comemora com Christian Maggio (direita), ap&oacute;s marcar gol contra a Lazio no Campeonato Italiano, em N&aacute;poles, It&aacute;lia. 03/04/2011 REUTERS/Giampiero Sposito</p>