Obras no Maracanã terão turno extra para cumprir cronograma

segunda-feira, 4 de abril de 2011 22:17 BRT
 

RIO DE JANEIRO (Reuters) - As obras no estádio do Maracanã ganharão um novo turno de trabalho para acelerar o andamento e concluir os trabalhos a tempo da Copa das Confederações de 2013, disse na segunda-feira o governador em exercício do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão.

Segundo ele, a previsão é de que a partir do fim deste mês comecem as contratações de mais funcionários para as obras do estádio, provável palco da final da Copa do Mundo de 2014.

"Vamos trabalhar para entregar o projeto executivo este mês e a gente espera trabalhar com dois turnos para acelerar e entregar no prazo", afirmou Pezão a jornalistas. "Se precisarmos, vamos operar em três turnos para (o estádio) ficar pronto em dezembro de 2012."

Todo o esforço está sendo feito para que o estádio esteja pronto cerca de 6 meses antes da Copa das Confederações. Atualmente 400 funcionários trabalham nas obras do estádio e no pico da obra haverá 3.500 profissionais.

"Por enquanto é usado muito maquinário e uma tecnologia nova. Já começamos o cadastramento para novas contratações", disse a secretária de Esportes do Rio, Márcia Lins.

Em meados deste mês, será apresentado o projeto executivo da obra com detalhamento de custos, reconstrução e reparos que serão feitos no Maracanã.

O orçamento inicial para a adaptação da arena é de aproximadamente 700 milhões de reais. Porém, a reconstrução da cobertura do estádio, que deve ser confirmada no projeto executivo, vai encarecer o projeto em mais alguns milhões de reais.

"O estádio de Wembley (em Londres) ficou em 4,5 bilhões de reais e nós vamos ter um estádio custando 800, 820 milhões de reais. Vamos ter o estádio mais bonito do mundo e um dos mais modernos", declarou Pezão.

Na semana passada, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, criticou a lentidão dos preparativos do Brasil para o próximo Mundial, dizendo que nesta época a África do Sul, sede da Copa de 2010, estava mais adiantada.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
<p>Vista a&eacute;rea das renova&ccedil;&otilde;es do est&aacute;dio do Maracan&atilde;, no Rio de Janeiro. As obras no est&aacute;dio ganhar&atilde;o um novo turno de trabalho para acelerar o andamento e concluir os trabalhos a tempo da Copa das Confedera&ccedil;&otilde;es de 2013, disse o governador em exerc&iacute;cio do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pez&atilde;o. 03/03/2011 REUTERS/Ricardo Moraes</p>