Mesmo sem jogar, sombra de Djokovic paira sobre um Nadal apático

segunda-feira, 11 de abril de 2011 11:17 BRT
 

Por Mark Meadows

MÔNACO (Reuters) - Novak Djokovic nem está competindo no Masters de Monte Carlo esta semana, e ainda assim Rafael Nadal poderá sentir a presença do sérvio pairando nas sombras das ensolaradas quadras de saibro neste início de temporada sobre a terra vermelha.

Para um homem que venceu todos os torneios no saibro que participou no ano passado, e que em Monte Carlo busca se tornar o primeiro tenista na era dos torneios abertos a conquistar a mesma competição sete vezes consecutivas, o espanhol e número um do mundo se mostrou incrivelmente apático nesta segunda-feira.

Duas derrotas seguidas para Djokovic em finais nas quadras rápidas de Indian Wells e Miami deixaram marcas, apesar da mudança para o saibro e da ausência do sérvio em Mônaco para se recuperar de uma lesão no joelho.

"Eu me sinto muito vulnerável quando entro em quadra. Nos últimos seis anos no saibro, nunca teria imaginado o que fiz. É quase impossível repetir uma temporada como a do ano passado", disse Nadal a repórteres no Country Club à beira mar.

"Faz quase um ano que joguei no saibro. Como sempre, tento assistir vídeos (de mim mesmo) para lembrar o que tenho que fazer. No ano passado comecei a jogar e me senti ótimo desde o início. Todo ano é diferente. Você precisa disputar partidas."

Djokovic, número dois do ranking cuja contusão deve sarar nos próximos dias, venceu 24 partidas consecutivas em 2011. Nadal, vencedor de nove Grand Slams, reconhece que a ótima forma do sérvio pode se repetir no saibro, apesar de ele não estar presente esta semana.

"Tenho certeza de que ele vai se sair bem no saibro", disse Nadal.

"Este ano Novak tem muitas vantagens. Está na situação ideal para ser o número um. Tenho certeza de que será no mês que vem. Ele começou a temporada jogando de maneira inacreditável. Em minha opinião ele nem jogou seu melhor tênis em Indian Wells e Miami."

Nadal, que defendeu a permanência do glamuroso mas discreto torneio de Monte Carlo como um evento da série Masters, é tão ligado a Mônaco que teve uma audiência especial com o Príncipe Alberto no domingo.

"Acho que joguei o melhor tênis da minha vida no saibro aqui ano passado", acrescentou Nadal, que deve estrear na quarta-feira. "Este lugar é um dos meus favoritos no mundo."

 
<p>Rafael Nadal, da Espanha, em jogo contra Tomas Berdych, da Rep&uacute;blica Tcheca, na Fl&oacute;rida. Foto de Arquivo 31/03/2011 REUTERS/Hans Deryk</p>