GP da Turquia pode sair do calendário da Fórmula 1

sexta-feira, 22 de abril de 2011 14:54 BRT
 

ISTAMBUL (Reuters) - O Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1 pode deixar de ser realizado no ano que vem devido a desentendimentos com o chefe comercial da categoria, Bernie Ecclestone, sobre os pagamentos pela corrida, disse nesta sexta-feira o presidente da Câmara de Comércio de Istambul.

"Parece que a Fórmula 1 não será realizada em Istambul no próximo ano", disse Murat Yalcintas em sua página no Twitter.

Não houve uma confirmação oficial, mas a Câmara de Comércio confirmou as declarações à Reuters.

O escritório de Ecclestone estava fechado devido ao feriado desta sexta-feira.

O jornal Hurriyet citou Yalcintas dizendo que o governo havia rejeitado uma oferta de Ecclestone para dobrar o pagamento para a realização da corrida, de 13 milhões de dólares para 26 milhões de dólares.

"Porque estimamos que este valor é muito alto, parece provável que (o Ministério da Fazenda) não realizará o pagamento. Por essa razão não será realizada a corrida", disse.

O atual contrato termina após a corrida deste ano, em 8 de maio.

O circuito, que se percorre em sentido anti-horário, é popular entre os pilotos, que o comparam com o desafiador traçado de Spa, na Bélgica.

O brasileiro Felipe Massa venceu em Istambul três vezes entre 2006 e 2008.

(Por Daren Butler e Alan Baldwin)