Di Stefano e Cruyff indicam mudança de poder entre Real e Barça

segunda-feira, 25 de abril de 2011 12:35 BRT
 

Por Mark Elkington

MADRI (Reuters) - Uma possível mudança na balança de poder a favor do Real Madrid contra o Barcelona foi confirmada nesta segunda-feira por dois dos maiores ex-jogadores dos dois clubes, Alfredo Di Stefano e Johan Cruyff.

O empate de 1 x 1 no Campeonato Espanhol há 10 dias e a vitória do Real por 1 x 0 na final da Copa do Rei indicaram que José Mourinho aprendeu as lições após a derrota de 5 x 0 no Camp Nou nesta temporada e encontrou uma forma de conter os arquirrivais.

O primeiro título conquistado pelo Real em três anos diminuiu a pressão sobre o treinador português e coloca o time em vantagem emocional antes de mais um confronto entre os rivais, no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões, na quarta-feira, no Santiago Bernabéu.

"O Madrid está num momento fabuloso", escreveu o presidente de honra do Real, Alfredo Di Stefano, em coluna no jornal esportivo Marca, mudando de opinião após ter criticado o estilo de jogo de contra-ataques do Real no primeiro clássico da série.

O Real, nove vezes campeão europeu, manteve o bom momento com uma goleada de 6 x 3 sobre o terceiro colocado Valencia no Campeonato Espanhol no sábado.

"Temos que continuar com o mesmo espírito e não descansar sobre as vitórias, e continuar lutando como se não tivéssemos vencido nada", acrescentou.

A goleada, no entanto, não diminuiu a vantagem de oito pontos do líder Barcelona, que venceu o Osasuna por 2 x 0 no fim de semana. A cinco jogos do fim da temporada, o Barça já parece ter assegurado seu terceiro título espanhol consecutivo.

"Ninguém deixa de ser favorito e passa a ser o pior time em 10 dias", escreveu o ex-atacante do Barça Johann Cruyff no jornal El Periodico.

"O empate no Espanhol garantiu o título, e o Barça perdeu a Copa pelo menor margem. Isso porque o Barça não brilhou. (Mas) se essa for a medida verdadeira do Barcelona, então temos um problema."