Barcelona pode reclamar à Uefa por comentários de Mourinho

quinta-feira, 28 de abril de 2011 09:55 BRT
 

MADRI (Reuters) - O Barcelona está cogitando apresentar uma queixa à Uefa por conta dos comentários do técnico do Real Madrid, José Mourinho, sobre Pep Guardiola e o árbitro da semifinal da Liga dos Campeões de quarta-feira.

Lionel Messi fez dois gols depois que o árbitro expulsou o zagueiro Pepe, do Real, aos 17 minutos do segundo tempo, dando aos catalães uma vitória de 2 x 0 na partida de ida que antecede o confronto de terça-feira que vem no campo do Barça.

Mourinho foi mandado para as arquibancadas por protestar contra o cartão vermelho.

"Na coletiva de imprensa após o jogo, José Mourinho criticou duramente o árbitro, Wolfgang Stark, e insinuou que a UEFA favoreceu o Barcelona", disse o Barça em um comunicado em seu site oficial (www.fcbarcelona.com).

"A assessoria jurídica do clube está estudando se leva esses comentários ao Comitê Disciplinar da UEFA."

"O treinador do Real Madrid disse: ''Josep Guardiola é um técnico de futebol fantástico, mas ele conquistou uma Liga dos Campeões que me envergonharia após os acontecimentos escandalosos em Stamford Bridge (em 2009), e este ano, se ele vencer novamente, será após os acontecimentos escandalosos no Bernabéu (estádio do Real Madrid)."

"Mourinho também afirmou: 'Não sei se é a publicidade da Unicef ou a amizade de Villar na Uefa, onde ele é vice-presidente, não sei se é porque eles são tão legais, mas eles têm muito poder. O resto de nós não tem chance.'"

O Barça apoiou a reeleição de Angel María Villar à presidência da federação espanhola de futebol, enquanto o Real apoiou um candidato rival.

A Uefa disse estar esperando os relatos do árbitro e do delegado da partida antes de anunciar se quaisquer casos disciplinares serão abertos, e acrescentou que seus regulamentos dizem claramente que qualquer jogador ou autoridade que receba um cartão vermelho na área técnica ou no campo será automaticamente suspenso da partida europeia seguinte.