Casamento real cai nas graças de jornais britânicos

sexta-feira, 29 de abril de 2011 11:08 BRT
 

LONDRES (Reuters) - A imprensa britânica se refestelou na glória dos holofotes trazidos pelo casamento real nesta sexta-feira, com um dos jornais do país gabando-se: "o mundo assistirá com admiração hoje quando a Grã-Bretanha fizer algo melhor do que qualquer um na Terra".

Edições comemorativas dos jornais traziam várias fotos do príncipe William e de Kate Middleton em suas primeira páginas e dedicaram grande parcela de seus impressos a homenagear o casal.

"Casamentos reais são marcos históricos em nossa vida nacional. Eles definem eras", declarou o Sun, jornal que mais vende no país e é bastião das tradições britânicas, que trouxe nove páginas de cobertura do evento.

O Daily Telegraph, de tendências direitistas, disse a seus leitores que a monarquia britânica é "o ponto focal de nossa identidade como nação".

"Não deve haver freio em nosso regojizo hoje", disse a publicação. "Devemos não apenas sentir felicidade com a reafirmação de nossas tradições e de nosso modo de vida, mas também o mais imenso orgulho de como fazemos as coisas neste país."

Guias sobre o casamento e mapas com o trajeto detalhado do desfile pós-matrimônio tomaram as páginas geralmente dominadas pela guerra civil na Líbia ou por um importante referendo sobre uma reforma no sistema eleitoral britânico.

Nesta sexta-feira, só havia uma história na cidade.

Mas nem todos se renderam à pompa e cerimônia do casamento real. Embora tenha dado sua capa para o evento, o esquerdista e republicano Guardian falou em nome dos céticos.

"Tenham um ótimo dia, mas se mantenham realistas em relação a ele também", afirmou. "Para a maioria de nós, este é um dia de folga. É um dia para um sorriso e um brinde, não um dia para reverências", comentou.

"Amanhã, e em todos os demais dias do ano, teremos de reingressar no mundo da realidade."