Ex-chefe da F1 Mosley perde processo contra mídia britânica

terça-feira, 10 de maio de 2011 09:05 BRT
 

LONDRES. (Reuters) - O ex-presidente da FIA (Federação Internacional do Automóvel) Max Mosley perdeu o processo judicial referente à legislação britânica de mídia em um tribunal europeu, três anos depois que um tablóide britânico publicou uma matéria sobre sua vida sexual.

Mosley, filho do líder fascista britânico dos anos 1930 Oswald Mosley, pediu ao Tribunal Europeu de Direitos Humanos, sediado em Estrasburgo, na França, para determinar que a mídia britânica deve informar as pessoas antes de revelar publicamente assuntos sobre suas vidas privadas.

"A Convenção Europeia para os Direitos Humanos não exige que a mídia avise previamente sobre as publicações às pessoas que irão aparecer nelas", disse o tribunal em comunicado nesta terça-feira.

(Reportagem de Oleysa Dmitracova)