Futuro de Massa na Ferrari está garantido, diz Montezemolo

sexta-feira, 13 de maio de 2011 12:59 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Felipe Massa vai continuar na Ferrari no ano que vem, garantiu o presidente da equipe de Formula 1, Luca di Montezemolo, nesta sexta-feira.

Questionado em uma entrevista à emissora CNN se o futuro do brasileiro estava garantido na Ferrari, Montezemolo não hesitou: "Sim".

Montezemolo acrescentou: "Ele tem um contrato conosco para esse ano e para o próximo. Então, é sim com certeza, não há dúvidas sobre isso".

Massa sofreu um grave ferimento na cabeça em 2009 e, depois da recuperação, atuou como um segundo piloto para o companheiro de equipe Fernando Alonso na temporada passada, quando acatou polêmicas "ordens da equipe" para deixar o espanhol ultrapassá-lo para vencer o Grande Prêmio da Alemanha.

O desempenho do brasileiro é mais promissor neste ano e, ainda que esteja atrás do bicampeão Alonso na classificação, ele foi capaz de superar o espanhol na Malásia e na China.

O futuro do brasileiro na equipe está sempre sendo objeto de especulação, desde que ele chegou para correr ao lado de Michael Schumacher em 2006. Massa, no entanto, minimizou os questionamentos na Turquia no final de semana passado.

"Desde que fui contratado pela Ferrari tenho respondido essas perguntas. Eu não tenho nada a dizer, na verdade. Estamos concentrados em fazer o melhor que podemos com o carro e conseguir tudo o que queremos", disse.

"Isso (as especulações) parecem sempre acontecer nesse período, mais ou menos, da temporada. Então, é mais do mesmo", acrescentou.

Montezemolo disse que está muito satisfeito com Alonso, que conquistou os seus dois títulos mundiais com a Renault e quase conseguiu o seu terceiro com a Ferrari no ano passado.   Continuação...

 
Felipe Massa, da Ferrari, durante o treino para o Grande Prêmio de F1 da Turquia, em Istambul. 
Massa vai continuar na Ferrari no ano que vem, garantiu o presidente da equipe de Formula 1, Luca di Montezemolo, nesta sexta-feira. 
Foto de Arquivo 06/05/2011 REUTERS/Umit Bektas