May 15, 2011 / 8:31 PM / 6 years ago

Foguete de Toure garante título da Copa da Inglaterra a Man City

3 Min, DE LEITURA

Jogadores do Manchester City Edin Dzeko, Yaya Toure e Gareth Barry comemoram o título da Copa da Inglaterra no estádio de WembleyStefan Wermuth

Por Mitch Phillips

LONDRES (Reuters) - A espera de 35 anos do Manchester City por um troféu terminou quando um chute violento de Yaya Toure selou uma merecida vitória por 1 x 0 sobre o Stoke City no final da Copa da Inglaterra, no sábado.

No mesmo dia em que o rival Manchester United ganhou o título inglês pela 19 vez, os torcedores do City finalmente puderam erguer a cabeça no encerramento de uma semana em que ainda garantiram um lugar na próxima Liga dos Campeões.

Foi a quinta vez que o City conquisdou a Copa da Inglaterra, a primeira vez desde 1969. Foi também o primeiro "retorno" para o xeique de Abu Dhabi Mansour bin Zayed Bin Al Nahyan, que comprou o clube em 2008 e gastou cerca de 300 milhões de libras (487,6 milhões de dólares) em novos jogadores.

"Ganhamos a Copa da Inglaterra. É um troféu importante. Precisamos melhorar e dar mais passos, mas era importante começar a ganhar, porque quando você começa a ganhar, depois tudo fica mais fácil", disse a repórteres o técnico do City, Roberto Mancini.

A união do clube, sem dúvida o mais rico no mundo do futebol e que tem apenas um Campeonato Inglês conquistado em um século de existência, consolidou o romance da Copa e ajudou a produzir uma atmosfera maravilhosa.

Disputando sua primeira final após a goleada sobre o Bolton Wanderers por 5 x 0 na semi, o Stoke se lançou ao ataque a partir do pontapé inicial, mas depois seguiu o caminho oposto.

Thomas Sorensen fez duas defesas incríveis para impedir as tentativas de Carlos Tevez e Mario Balotelli de abrir o marcador, e Toure mandou chute forte de 30 metros que passou raspando sobre o travessão. David Silva ainda mandou um chute de primeira por cima do gol, num primeiro tempo de domínio total do City.

O Stoke não pareceu a mesma equipe que goleou o Bolton e quando finalmente tiveram uma chance, aos 17 do segundo tempo, o goleiro Joe Hart defendeu o chute de Kenwyne Jones.

O gol desperdiçado custou caro ao Stoke, que viu o Manchester City retomar o controle do jogo. Depois de passe de letra de Balotelli e chute de David Silva sobre a zaga, a bola sobrou para Toure dentro da área.

O marfinense, que também marcou o gol da vitória sobre o Manchester United na semifinal, chutou com força e precisão, marcando um dos gols mais bonitos de qualquer uma das 130 finais do torneio de futebol mais antigo do mundo.

Os sofridos torcedores do City estão de olho em feitos ainda maiores e esperam que o sucesso deste sábado e a classificação entres os quatro melhores do Campeonato Inglês sejam apenas o início de uma nova Era Dourada, como no breve período em que o City esteve no centro das atenções, que aconteceu há mais de 40 anos.

"Nós queremos tentar igualar o United", disse Mancini. "Vamos para a Liga dos Campeões, que era o nosso primeiro objetivo, e ganhamos a Taça de Inglaterra. É muito importante para este clube."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below