Carro tem problemas e Heidfeld larga no fim da fila na Espanha

sábado, 21 de maio de 2011 16:50 BRT
 

Por Alan Baldwin

BARCELONA (Reuters) - Nick Heidfeld iluminou o Grande Prêmio da Espanha neste sábado, mas não da maneira que ele ou a Renault esperavam.

O veterano alemão ficou de fora da bateria classificatória depois que seu carro soltou fumaça e chamas na última sessão de treinos da manhã.

Apesar do revés e do humor negro da equipe, que tuitou que a explosão 'não estava programada', Heidfeld ainda espera marcar pontos largando no final do grid na corrida de domingo no Circuito da Catalunha.

"Entre os 10 primeiros, essa ainda é a meta", disse ele aos repórteres. "Ao contrário do ano passado, não estou fora da competição", acrescentou o alemão, referindo-se aos novos regulamentos desta temporada, que tornaram as ultrapassagens possíveis em um circuito famoso pelas verdadeiras procissões do passado. "Ainda tenho uma ótima chance, só preciso me virar."

"Temos velocidade máxima, especialmente com o DRS (asa traseira ativada pelo piloto na sigla em inglês), mas será mais difícil ultrapassar aqui do que na China ou na Turquia", afirmou.

"Minha corrida está longe de ter acabado. Ainda quero chegar na zona de pontuação."

Heidfeld, que na pré-temporada substituiu o acidentado Robert Kubica, fez isso duas vezes nas quatro corridas da atual temporada e terminou em terceiro na Malásia.

O piloto de 34 anos fez jus ao apelido de 'Quick Nick' (Nick veloz) dada a velocidade com que abandonou o cockpit assim que parou o carro. "Olhei no espelho, vi um pequeno incêndio e disse pelo rádio 'Fogo, fogo'", explicou.   Continuação...