May 29, 2011 / 6:33 PM / 6 years ago

Blatter limpo e pronto para ser reeleito presidente da FIFA

2 Min, DE LEITURA

Presidente da Fifa, Joseph Blatter, em coletiva de imprensa da Fifa em Zurique, na Suíça, em 9 de maio. Blatter foi absolvido de todas as acusações na investigação sobre corrupção no futebol neste domingo e está pronto para a reeição para o quarto mandato na presidência da FIFA. 09/05/2011Arnd Wiegmann

Por Brian Homewood

ZURIQUE (Reuters) - O presidente da FIFA Sepp Blatter foi absolvido de todas as acusações na investigação sobre corrupção no futebol neste domingo e está pronto para a reeição para o quarto mandato na presidência da FIFA.

Mohamed Bin Hammam, que disputa a eleição contra Blatter e o considerava fora da corrida presidencial até o aviso divulgado nas primeiras horas deste domingo, e o presidente da CONCACAF Jack Warner foram suspensos provisoriamente enquanto se aguarada uma investigação mais aprofundada.

O secretário geral da Fifa, Jerome Valcke confirmou que a eleição segue em frente nesta quarta-feira com Blatter permanecendo por unanimidade.

"A comissão concluiu que os funcionários implicados devem ser temporariamente excluídos da participação nas atividades do futebol," disse o vice-presidente da comissão de ética Petrus Damaseb aos repórteres.

As alegações se referem a reunião da União Caribenha de Futebol realizada em 10 e 11 de maio em Port of Spain, que contou com a Warner e Bin Hammam e dirigentes de futebol do Caribe.

"Algumas pessoas alegaram que o dinheiro foi pago como um incentivo para apoiar a candidatura do Sr. Bin Hammam, facilitada por Jack Warner," disse Damaseb.

Blatter foi interrogado a pedido de Bin Hammam porque ele deveria saber sobre os pagamentos, mas Damaseb disse que nada de errado foi encontrado.

"A comissão considerou que, mesmo supondo que ele foi avisado, não havia nenhuma obrigação de sua parte a reportar porque não houve violação.

Em novembro último, dois outros membros do comitê executivo da FIFA, Reynald Temarii e Amos Adamu, foram banidos por conta de acusações de compra de votos na escolha do das sedes das Copas de 2018 e 2022.

Damaseb disse que o momento da audiência nada tinha a ver com a eleição.

"O momento de nossa participação no caso, o gatilho para isso, são os estatutos da FIFA," disse ele.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below