5 de Junho de 2011 / às 16:29 / 6 anos atrás

Nadal diz que seu melhor pode não ser suficiente

O espanhol Rafael Nadal saca durante partida contra o suíço Roger Federer na final de Roland Garros, em Paris. 05/06/2011Regis Duvignau

Por Julien Pretot

PARIS (Reuters) - Depois de ter visto Roger Federer elevar seu jogo a um novo patamar no saibro em sua épica semifinal, o cinco vezes campeão Rafael Nadal não tem certeza de que seu melhor e mais brilhante jogo será suficiente para vencer a final do Aberto da França neste domingo .

Número um do mundo, Nadal, que Federer considera o maior jogador de todos os tempos, também acertou o passo no saibro vermelho de Paris com uma grande vitória sobre Andy Murray na sexta-feira.

No entanto o suíço Roger Federer, terceiro no ranking, foi de fato impressionante na vitória sobre o sérvio Novak Djokovic, que somava 41 jogos sem perder em 2011, em um dos maiores jogos disputados em Roland Garros.

"Eu vou ter que jogar no meu melhor e às vezes isso não é suficiente para ganhar", disse Nadal em entrevista coletiva no sábado. "Ele é o melhor jogador da história."

O espanhol de fala mansa nem sequer se sente confortável com suas três vitórias anteriores contra Federer em finais do Aberto da França.

"Quando você joga contra ele, você pode ganhar, mas você tem um monte de chances de perder. Vou tentar jogar o meu melhor e vamos ver", disse Nadal, 25 anos.

O canhoto Nadal, que derrotou Federer nas finais de 2006, 2007 e 2008 em Roland Garros, não terá nada garantido na quadra Philippe Chatrier.

Para começar, ele não está surpreso por estar enfrentando o suíço, que não joga uma final de Grand Slam desde o Aberto da Austrália em 2010, ao invés do sérvio Djokovic.

"Não é uma surpresa. Você está mais surpreso do que eu. Sabemos o quão bom Roger é", disse ele. "Não é uma surpresa ver Roger em outra final de Grand Slam."

Ele desconsiderou o fato de que Federer conseguiu apenas quatro games em seus últimos finais do Aberto da França.

"Ele tem mais confiança; Ele sabe que está jogando muito bem, mas depois da vitória de ontem, ele deve se sentir muito confiante", disse Nadal.

"(Nossa última final do Aberto da França) foi há três anos. É impossível comparar."

Federer, 16 vezes campeão de Grand Slam, concordou que ele estava confiante antes do confronto de domingo.

"Bem, sinceramente, me sinto muito bem", disse ele a repórteres na sexta-feira.

"Eu acho que eu passo muito bem. Eu nunca estou estressado. Se não houver uma bola que você errar, é só porque o outro jogou muito bem, e não porque eu cometi um erro ou fui mal na devolução, no saque. É por isso que eu estou muito feliz com o meu jogo neste momento."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below