Fifa torna global suspensão de Lisle Austin, da Concacaf

quinta-feira, 9 de junho de 2011 18:33 BRT
 

Por Simon Evans

MIAMI (Reuters) - A Fifa ampliou nesta quinta-feira a suspensão imposta pela Concacaf a Lisle Austin, tornando-a mundial, mas o dirigente de Barbados disse que tem direito de ficar à frente da organização e que está sendo vítima de disputa de poder.

Austin foi provisoriamente punido pela Concacaf na semana passada depois de ficar responsável pela organização por apenas quatro dias após a suspensão do presidente por vários anos Jack Warner, que enfrenta alegações de corrupção.

Ainda que Warner esteja suspenso pela Fifa por alegações de suborno que dependem de uma investigação completa do comitê de ética, nenhuma acusação desse tipo foi feita contra Austin.

A Concacaf se negou a explicar os motivos da remoção de Austin. Os documentos oficiais fazem apenas referência a uma "infração aparente" do estatuto.

"Podemos confirmar que a Fifa notificou a Concacaf que o comitê disciplinar da Fifa estendeu a suspensão provisória de Lisle Austin para o mundo inteiro", disse a Fifa em email enviado à Reuters.

A decisão barra Austin, a partir de agora, de tomar parte em qualquer atividade relacionada com futebol ou em fóruns internacionais. A Fifa não explicou as razões para a decisão, dizendo que a Concacaf foi a responsável pelo banimento inicial.