Cinco atletas do México estão fora da Copa Ouro por doping

quinta-feira, 9 de junho de 2011 21:02 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - Cinco jogadores de futebol da seleção mexicana que disputa a Copa Ouro nos Estados Unidos estão fora da equipe ,depois de terem resultado positivo no teste antidoping, disse Decio de María, secretário-geral da federação de futebol do país (Femexfut).

O goleiro Guillermo Ochoa, os zagueiros Francisco Javier Rodríguez e Edgar Dueñas e os meio-campistas Antonio Naelson 'Sinha' e Christian Bermúdez tiveram resultado positivo para a substância proibida clembuterol.

"Ontem à noite recebemos os resultados dos exames antidoping de 14 jogadores que foram feitos em 21 de maio. Em 5 atletas, o resultado foi positivo. A substância acusada foi clembuterol, os jogadores serão retirados da equipe de José Manuel de la Torre", disse De María em coletiva de imprensa.

A notícia foi divulgada horas antes da partida do México contra Cuba pelo grupo A da Copa Ouro.

De María acrescentou que a federação já informou o caso para a Fifa e para os organizadores do torneio, com objetivo de começar uma investigação.

"Acredita-se que foi por comer carne de vaca ou frango entre os dias 17 e 20 de maio. Uma investigação será feita com quem forneceu os alimentos. Até agora, não vemos negligência de ninguém, nem dos jogadores", disse De María.

O diretor explicou que os jogadores estão proibidos de jogar e que a federação vai definir a pena, que pode chegar até dois anos de suspensão. "Sabemos que há um alerta sanitário em todo o país por comida contaminada por clembuterol e isso será tomado em conta durante a investigação", acrescentou De María.

O México negou em abril que a sua carne continha clembuterol, dias depois que a agência antidoping da Alemanha aconselhou evitar o consumo do produto procedente do país porque poderia aumentar o risco de dopings involuntários nos atletas.

(Reportagem de Carlos Calvo)