June 11, 2011 / 7:02 PM / 6 years ago

Petzschner surpreende Berdych e chega à final de Halle

3 Min, DE LEITURA

Por Karolos Grohmann

HALLE, Alemanha (Reuters) - Philipp Petzschner surpreendeu Tomas Berdych, vice-campeão de Wimbledon em 2010, e venceu uma semifinal eletrizante por 7-6, 2-6 e 6-3 neste sábado. Contra Philipp Kohlschreiber, ele fará a primeira final cem por cento alemã do torneio de Halle.

Petzschner, 71o do ranking mundial e campeão de duplas masculinas em Wimbledon no ano passado, foi melhor que o sétimo do mundo e segundo cabeça de chave com sua mistura de saques poderosos, backhands angulados e deixadinhas, que tiraram o equilíbrio do tcheco.

"Vou ouvir um pouco de música e comer salsicha com curry", disse Petzschner a repórteres ao ser indagado sobre como irá comemorar sua primeira final em um torneio da ATP desde 2008.

"Tenho que agradecer esta plateia fantástica que me permitiu jogar para ela, e acho que nós (alemães) retribuímos este apoio."

Kohlschreiber passou fácil por Gael Monfils, oitavo do mundo, sem perder nenhum set, outra surpresa que encaminhou a primeira final entre alemães desde que o evento teve início em 1993.

Berdych, favorito desde a desistência do primeiro cabeça de chave Roger Federer, lutou no primeiro set, em que os dois tenistas mantiveram o saque no começo, mas o serviço do alemão dificultou sua vida.

Uma deixadinha ousada deu a Berdych dois set points em 5-4 que Petzschner resgatou com um ace e um saque potente que o tcheco mandou longe na devolução.

Os tenistas trocaram quebras e desperdiçaram um set point cada no tiebreak, mas o alemão de 27 anos levou o set depois que Berdych mandou um backhand na rede.

O segundo set, entretanto, foi uma história completamente diferente. Berdych abriu uma vantagem de 4-0 e Petzschner sofria um de seus temidos e infames blecautes criativos.

Ele se recuperou a tempo para o início do set decisivo, quebrou seu adversário e aproveitou o 5-2 para garantir uma vaga em sua primeira final de ATP em três.

No início deste sábado, Kohlschreiber, número 49 do ranking, eliminou o francês Monfils em 6-3 e 6-3, chegando à final pela segunda vez desde 2008.

Kohlschreiber, que está tendo um ano difícil e caiu muito no ranking nos últimos meses, só precisou de uma hora e 17 minutos para dispensar o francês.

"Usei muito slice hoje e mostrei coragem nos momentos certos", disse ele a repórteres. "Monfils geralmente dá um belo espetáculo, mas hoje não foi forte suficiente."

Monfils teve problemas no saque desde o início, dando uma quebra ao alemão no primeiro game com uma dupla falta e precisando de assistência médica por causa de uma dor no braço direito. Kohlschreiber quebrou seu serviço novamente e levou o primeiro set.

Mais uma quebra no set seguinte foi tudo que Kohlschreiber precisou, sem dar a Monfils sequer uma chance de tirar seu saque em toda a partida. "Parabéns a Philipp. Ele jogou uma partida impressionante hoje", disse Monfils.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below