Vancouver vive cenas de violência após derrota na Stanley Cup

quinta-feira, 16 de junho de 2011 13:01 BRT
 

Por Allan Dowd

VANCOUVER (Reuters) - Policiais usaram gás lacrimogêneo contra uma multidão que incendiou carros e saqueou lojas no centro de Vancouver na madrugada desta quinta-feira, depois que os Canucks perderam a final da Stanley Cup para o Boston Bruins.

Milhares de pessoas se aglomeraram no centro de Vancouver esperando comemorar a primeira vitória do Canucks na decisão da liga norte-americana de hóquei no gelo, mas o espírito de celebração se transformou em violência depois que os Bruins consolidaram uma vitória de 4 x 0.

As cenas desagradáveis trouxeram de volta as memórias do tumulto que aconteceu quando Vancouver também perdeu a Stanley Cup em 1994, enquanto grupos, principalmente de homens jovens, atiraram garrafas, destruíram carros estacionados e estilhaçaram vidros de lojas.

"Tinha um grupo de pessoas com total intenção de tornar isso um evento de 1994", disse o prefeito Gregor Robertson a jornalistas, dizendo que o grupo de "jovens enfurecidos" decidiu perturbar um evento que teria sido tranquilo.

Autoridades de hospitais disseram que diversas pessoas foram tratadas com feridas após serem esfaqueadas e muitas outras expostas a gás lacrimogêneo ou spray de pimenta. A polícia não divulgou informações sobre quantas pessoas foram detidas.

Segundo um repórter da Reuters, ao menos uma dúzia de carros foi incendiada ou destruída pelo fogo, incluindo dois veículos policiais. Muitos outros foram virados ou tiveram suas janelas estilhaçadas. Diversas lojas também foram saqueadas ou danificadas.

Apesar de muitos fãs estarem em clima de festa, outros, claramente afetados pelo álcool, estavam furiosos com a derrota de seu time contra os Bruins.

A multidão dispersou na manhã de quinta-feira, mas alguns continuaram a destruir propriedades enquanto a polícia tentava contê-los em uma pequena área no centro da cidade.

 
Torcedores do Vancouver Canucks passam em frente a uma caminhoete incendiada no centro de Vancouver, no Canadá, após cenas de violência que seguiram a derrota dos Canucks contra os Boston Bruins. 16/06/2011 REUTERS/Anthony Bolante