Meirelles presidirá Conselho Público Olímpico de Rio 2016

sexta-feira, 17 de junho de 2011 16:41 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - Indicado inicialmente para comandar a Autoridade Pública Olímpica (APO), Henrique Meirelles presidirá e representará a União no Conselho Público Olímpico (CPO), que na prática determina as ações que a APO deve tomar na organização dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

A designação do ex-presidente do Banco Central foi divulgada no Diário Oficial desta sexta-feira e não precisa de autorização do Senado para ser oficializada. Além de Meirelles, o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, e o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes, compõem o Conselho.

Segundo uma fonte que acompanhou as negociações, Meirelles terá um papel parecido com o que tinha no BC, em que diretores tocavam o dia-a-dia e cabia a ele tomar as decisões mais estratégicas.

Com a designação de Meirelles para o Conselho, um outro nome será indicado para ser o diretor-presidente da APO, cargo que precisa passar pelo crivo do Senado e que está subordinado ao Conselho Público Olímpico.

Meirelles tinha sido indicado em março pela presidente Dilma Rousseff para chefiar a Autoridade Pública Olímpica, que perdeu poderes após mudanças promovidas no Congresso durante o processo de criação.

O próprio Meirelles, segundo essa fonte que falou sob a condição de anonimato, sugeriu à presidente que sua participação na organização da Olimpíada estivesse mais relacionada à tomada de decisões do que à execução das obras.

A APO é o órgão responsável por coordenar as ações governamentais para os Jogos Olímpicos de 2016. Sua criação foi um dos compromissos assumidos pelo Brasil com o Comitê Olímpico Internacional (COI).

(Reportagem de Jeferson Ribeiro e Isabel Versiani)