Brasil está atrasado nos preparativos para Copa, diz Fifa

sexta-feira, 24 de junho de 2011 19:58 BRT
 

Por John Bowker

MOSCOU (Reuters) - O Brasil está atrasado na preparação para a Copa do Mundo de 2014 e enfrenta dificuldades para reformar e construir novos estádios, aeroportos e linhas de transporte a tempo para o evento, disse o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, nesta sexta-feira.

"Eu não vou dizer que o Brasil começou tarde demais, (mas) não estamos adiantados no Brasil", disse ele na Rússia, que será a sede do Mundial seguinte, em 2018.

"Não temos estádios, não temos aeroportos, não temos um sistema nacional de transporte prontos", acrescentou Valcke durante participação num seminário de futebol em Moscou.

A preparação brasileira para a Copa do Mundo tem sido bastante criticada tanto dentro quanto fora do país, que voltará a realizar um Mundial pela primeira vez desde 1950.

O novo estádio que será construído em São Paulo já foi descartado para a Copa das Confederações de 2013 porque não ficará pronto a tempo, enquanto várias obras, incluindo a reforma do Maracanã, sofreram aumento de custos.

"Entregar os estádios é a parte mais importante... é bastante trabalho", disse Valcke, efetivamente o número dois da Fifa e considerado o grande responsável pelo sucesso da Copa de 2010 na África do Sul.

Indagado sobre as críticas, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ressaltou que os trabalhos de terraplanagem começaram no estádio do Corinthians e que "a obra está forte". Segundo ele, a preocupação da Fifa "é perfeitamente possível de ser superada".

"Em relação a aeroportos ... com o terceiro terminal (de Guarulhos), a capacidade aumenta mais de 30 por cento, e terceiro terminal não é obra tão demorada. E o governo federal entendo que tomou o caminho correto, que é a possibilidade de concessão, de fazer com o setor privado", acrescentou.   Continuação...

 
O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, em um seminário de futebol em Moscou. 24/06/2011 REUTERS/Denis Sinyakov