24 de Junho de 2011 / às 23:18 / em 6 anos

Espanhol López surpreende Roddick em Wimbledon

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - O sonho de Andy Roddick de conquistar o título de Wimbledon precisará esperar mais um ano, depois de ele ser atropelado por um espanhol canhoto -- e não foi o campeão Rafael Nadal, e sim Feliciano López.

Com o jogo de Nadal pela terceira rodada, contra Gilles Muller, suspenso devido à chuva, a grande glória do dia coube ao seu compatriota e amigo López, que fez uma exibição de gala e venceu Roddick por 7-6, 7-6 e 6-4.

Andy Murray, último britânico no torneio, foi poupado do calor do verão londrino -- seu jogo na quadra central ocorreu após o anoitecer -- e avançou às oitavas de final com uma vitória por 6-4, 4-6, 6-1 e 7-6 sobre o veterano croata Ivan Ljubicic.

Os 15 mil espectadores que lotavam as arquibancadas, e centenas de pessoas que acompanhavam pelo telão na Quadra 1, ficaram aflitas quando o inglês perdeu seu serviço no quarto set, que estava 5-4. Logo em seguida, porém, respiraram aliviadas ao vê-lo recuperar a tranquilidade e vencer o tie-break.

Na sua tentativa de quebrar um jejum de 75 anos de vitórias britânicas em Grand Slams masculinos, Murray, de 24 anos, enfrentará agora o francês Richard Gasquet, que derrotou Simone Bolelli.

No outro jogo da sexta-feira, López, com sua pinta de galã, esteve simplesmente irresistível em seus saques e voleios contra Roddick, oitavo cabeça-de-chave.

O norte-americano nem se queixou. “Este ano é muito mais fácil de lidar com a derrota do que no ano passado, quando senti que desperdicei”, afirmou ele, referindo-se à eliminação em 2010 diante de Lu Yen-hsun.

“Fui derrotado. Ele (López) sacou tão bem quanto é possível sacar. Ele fez uma partida excepcional”, afirmou.

MULHERES

Numa repetição da semifinal do ano passado, a búlgara Tsvetana Pironkova derrotou Vera Zvonareva, por 6-3, 6-2. A russa, segunda cabeça de chave, atribuiu a derrota a uma dor no pé. “Fui estúpida por tentar continuar”, disse a finalista de 2010.

Pironkova enfrenta agora a pentacampeã Venus Williams, que passou facilmente (6-0, 6-2) pela espanhola María José Martínez Sánchez. Williams foi derrotada pela búlgara nas quartas de final do ano passado.

Por causa de adiamentos causados pela chuva, a número 1 do mundo, Caroline Wozniacki, ainda está uma rodada atrás. Ela avançou diante da francesa Virginie Razzano (6-1, 6-3) cometendo apenas um erro não-forçado durante toda a partida.

A irritadiça Maria Sharapova continua viva na disputa por seu segundo título em Wimbledon, mas está longe de exibir o seu melhor jogo. Contra a britânica Laura Robson, que jogou como convidada da organização, ela chegou a estar perdendo por 4-1, mas se recuperou e fechou o jogo em 7-6 e 6-3.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below