Técnico argentino vive "dilema" para escalar ataque

quarta-feira, 29 de junho de 2011 17:24 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - O bom nível dos atacante da seleção argentina gera um grande "dilema" para armar a equipe para a estreia na Copa América, disse o técnico Sergio Batista, que reconheceu que a volta de Carlos Tevez ao time dificulta a escalação.

Batista quer que o atacante Lionel Messi consiga jogar na seleção no mesmo nível que mostra no Barcelona e para isso busca rodeá-lo de jogadores que lhe facilitem essa tarefa.

"Temos a sorte de ter o melhor jogador do mundo que define a partida em qualquer momento", disse Batista na quarta-feira à emissora La Red, de Buenos Aires.

Um deles poderia ser Tevez, atacante do Manchester City, que seria titular na estreia da equipe contra a Bolívia, na sexta-feira, apesar de meses atrás o treinador ter dito que não contava com o jogador para o torneio continental.

"Carlos (Tevez) é um jogador de seleção e está trabalhando para ser titular", disse.

O técnico disse ter dúvidas para formar o ataque, para o qual, além de Messi e Tevez, tem jogadores da qualidade de Diego Milito, Gonzalo Higuaín, Sergio Aguero e Ezequiel Lavezzi.

"Tenho um dilema, estão todos num nível muito bom. Todos fizeram grandes campanhas. Milito, Higuaín e Aguero. É um probleminha lindo que tenho com grandes jogadores", disse.

Batista comentou a situação de Tevez e sua mudança de opinião sobre convocá-lo para a Copa América. "Houve um equívoco de ambas as partes por não fazer a reunião antes. Foram coisas que não gostaria de contar."

A Argentina, que ganhou 14 títulos nas 42 edições do torneio continental, participará do Grupo A junto com Bolívia, Colômbia e Costa Rica.

(Reportagem de Luis Ampuero)