Inspirado, Djokovic prova que é o principal tenista do mundo

domingo, 3 de julho de 2011 17:05 BRT
 

Por Martyn Herman

LONDRES (Reuters) - Novak Djokovic provou ser a força dominante no tênis masculino ao vencer o detentor do título Rafa Nadal e vencer o torneio de Wimbledon pela primeira vez com um placar de 6-4, 6-1, 1-6, e 6-3 neste domingo.

O sérvio, número dois do mundo, vai ultrapassar Nadal e assumir o topo do ranking mundial, e continuou seu ano espetacular levantando o troféu com que sempre sonhou.

O melhor do mundo Nadal não perdia uma partida de Grand Slam na grama desde a final de 2007 contra Roger Federer, uma sequencia de 20 partidas, mas não pôde resistir a Djokovic na grande final do 125o torneio de Wimbledon.

Não foi a clássica e equilibrada final que tanto se esperava, em grande parte por conta da arrasadora atuação de Djokovic, em sua terceira conquista de Grand Slam.

Apesar de ter vencido 47 de 48 partidas neste ano e bater Nadal pela quarta final consecutiva, o sérvio de 24 anos começou como um tenista que nunca tinha levado a melhor sobre Nadal em uma partida de Grand Slam.

Apesar do lapso no terceiro set, ele esteve sempre no controle, vencendo em seu primeiro match point, com Nadal mandando um backhand sobre a linha de base para desencadear cenas emocionantes na quadra com seu pai Srdjan e sua mãe Dijana abraçados e dançando.

Após consolar um cabisbaixo Nadal na rede, Djokovic se abaixou, arrancou um tufo de grama da famosa quadra e o pôs na boca.

Ele então arremessou três raquetes para a multidão antes de fechar os olhos e absorver a grandeza de sua realização, quebrando o domínio da dupla Federer/Nadal no torneio, que vinha desde 2003.   Continuação...

 
Novak Djokovic beija trofeu depois de derrotar Rafael Nadal na final do torneio de Wimbledon, em Londres. Djokovic venceu Nadal em vitória por 6-4, 6-1 1-6 e 6-3 na final disputada neste domingo.