Restrição a motores afetará mais a Red Bull, diz Newey

terça-feira, 5 de julho de 2011 17:26 BRT
 

MILTON KEYNES, Grã-Bretanha (Reuters) - A Red Bull deve ser mais afetada que as rivais Ferrari e McLaren por uma nova restrição ao mapeamento de motores e aos sistemas de escapamento na Fórmula 1, disse na terça-feira o diretor técnico da equipe, atual campeã da categoria, Adrian Newey.

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) determinou que as equipes sigam uma nova interpretação das regras já no GP de Silverstone, no próximo fim de semana.

As equipes foram orientadas a não usarem os sistemas eletrônicos dos motores para obterem melhorias no desempenho aerodinâmico, o que é possível mantendo um fluxo constante de gases do escapamento passando pela traseira do carro, mesmo quando o piloto tira o pé do acelerador.

"Acho que seremos bastante afetados, porque nosso carro foi projetado em torno do escapamento (...) desde o princípio", disse Newey à Reuters num piquenique para a mídia no gramado da fábrica da equipe.

"Provavelmente com exceção da Renault e de nós mesmos, todos os demais em termos gerais copiaram o principal dos outros, principalmente o nosso, e adaptaram o carro que eles tinham na pré-temporada."

A Red Bull largou na pole position em todas as oito provas desta temporada, e o alemão Sebastian Vettel, atual campeão, venceu seis delas.

(Reportagem de Alan Baldwin)