Márcio Fortes é aprovado pelo Senado para presidir APO

terça-feira, 5 de julho de 2011 17:38 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O ex-ministro das Cidades Márcio Fortes foi aprovado nesta terça-feira pelo Senado para assumir o cargo de presidente da Autoridade Pública Olímpica (APO), órgão responsável por coordenar as ações governamentais para os Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

Fortes, que foi ministro durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi indicado pela presidente Dilma Rousseff depois que o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles, indicado inicialmente para o cargo, passou a comandar o Conselho Público Olímpico, instância superior à APO.

A indicação de Fortes foi aprovada por 41 votos a sete no plenário do Senado, após também ter sido aprovada nesta terça pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) da Casa depois de uma rápida sabatina.

Márcio Fortes disse que as primeiras ações da APO serão a definição e a homologação da carteira de projetos olímpicos, bem como das responsabilidades de União, Estado e município em relação às atividades.

A criação da APO foi um dos compromissos assumidos pelo Brasil com o Comitê Olímpico Internacional (COI) para a realização dos Jogos de 2016.

O Conselho Público Olímpico (CPO), presidido por Meirelles e que tem como outros integrantes o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), e o prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PMDB), é quem na prática determinará as ações que a APO tomará na organização da Olimpíada.