July 6, 2011 / 1:59 PM / 6 years ago

Fina recorre à CAS contra decisão brasileira por doping de Cielo

3 Min, DE LEITURA

O nadador Cesar Cielo comemora vitória em competição em Paris, França, 25 de junho de 2011. A Fina vai recorrer contra uma decisão de apenas advertir Cielo e outros nadadores por doping. 25/06/2011Stephane Mahe

SÃO PAULO (Reuters) - A Fina, entidade internacional que comanda os esportes aquáticos, recorrerá da decisão da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) de apenas advertir o nadador campeão olímpico e mundial Cesar Cielo e outros três atletas após exames antidoping positivos para a substância proibida furosemida.

Em comunicado divulgado em seu site nesta quarta-feira, a Fina anunciou que levará o caso à Corte Arbrital do Esporte (CAS), a quem caberá uma decisão sobre suspender ou não os atletas. Se for suspenso, Cielo pode perder o Campeonato Mundial de Xangai, que acontece de 16 a 31 de julho, em que espera defender seus títulos dos 50m e 100m estilo livre.

"A Fina usará seus melhores esforços para obter uma decisão dentro do prazo mais curto possível", disse a entidade em comunicado, em que acrescenta que caberá à CAS tomar uma decisão baseada em suas regras de controle antidoping.

Cielo, recordista mundial dos 50m e dos 100m livre, teve um exame positivo para a furosemida, um diurético, durante o Campeonato Brasileiro -- Troféu Maria Lenk de Natação -- em maio, mas escapou de uma suspensão e foi apenas advertido pela CBDA.

O mesmo aconteceu com Nicholas Santos, Henrique Barbosa e Vinícius Waked, que também tiveram exames positivos para a furosemida. Os nadadores perderam os resultados obtidos apenas na competição em que foram flagrados.

Cielo afirmou em um comunicado que durante painel realizado pela CBDA foi comprovada a presença da substância por meio de contaminação cruzada durante a manipulação de um suplemento usado pelos atletas há vários anos.

A CBDA justificou sua decisão de apenas advertir os atletas afirmando que "não foi identificada culpa ou negligência" dos nadadores e que ficou "comprovado que não houve aumento dos seus desempenhos".

Outros atletas brasileiros já foram suspensos após serem flagrados em exames antidoping para a mesma substância.

A ginasta campeã mundial Daiane dos Santos foi suspensa por cinco meses pela Federação Internacional de Ginástica (FIG) em 2009, enquanto a jovem nadadora Daynara de Paula foi suspensa por seis meses em 2010 pela Fina.

Por Eduardo Simões

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below