Direitos de TV dos Jogos de 2014-2016 passarão de US$ 4 bi--COI

quinta-feira, 7 de julho de 2011 11:18 BRT
 

Por Karolos Grohmann

DURBAN, África do Sul (Reuters) - A receita da venda dos direitos de TV para o período que engloba a Olimpíada de Inverno de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 vai superar 4 bilhões de dólares, disse o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Jacques Rogge, nesta quinta-feira.

O COI fechou neste mês quatro acordos com emissoras de TV para o período entre 2014 e 2020, incluindo um avaliado em 4,38 bilhões de dólares com a norte-americana NBC Universal. Também foram assinados contratos separados para França, Coreia do Sul e Alemanha, com durações variadas.

Rogge disse que o período 2014-2016, que inclui os Jogos de Inverno de Sochi e a Olimpíada do Rio de Janeiro, já rendeu 3,2 bilhões de dólares em contratos com vários países.

"O valor (total para 2014-2016) deve ser substancialmente maior que 4 bilhões", disse Rogge em sessão do COI.

Em comparação, as receitas dos direitos de TV para o período 2010-2012 totalizaram 3,9 bilhões de dólares, enquanto o período de 2006-2008 arrecadou 2,6 bilhões de dólares.

O período de 2018-2020 já tem acordos fechados de 2,6 bilhões de dólares, em grande parte devido ao contrato nos EUA com a NBC.

"As finanças do COI estão sólidas", disse Rogge, acrescentando que o COI teve um lucro consolidado de 592 milhões de dólares em maio de 2011, em comparação com 466 milhões de dólares no fim de 2009.

O principal programa de marketing do COI também está melhorando. Foram fechados contratos no valor total de 957 milhões de dólares para os Jogos de 2010 e 2012, com 11 patrocinadores, em comparação com 866 milhões de dólares para o período dos Jogos de 2006 e 2008.

Os contratos de marketing para 2014-2016 já estão em 921 bilhões de dólares, com nove patrocinadores. Mais um ou dois contratos ainda devem ser fechados.