July 8, 2011 / 10:05 PM / 6 years ago

Time argentino tenta blindar Messi das críticas

3 Min, DE LEITURA

Por Damián Pérez

BUENOS AIRES (Reuters) - A Argentina tem jogado mal na Copa América porque todo o time está abaixo do seu rendimento ideal, disseram alguns dos seus principais jogadores ao saírem em defesa de Lionel Messi, alvo de críticas da imprensa e dos torcedores.

"Lionel está se sentindo mal (...). É a primeira vez que ele é vaiado, isso é muito duro", disse o pai do atacante, Jorge, à Rádio 10, referindo-se ao empate sem gols de quarta-feira contra a Colômbia.

A equipe anfitriã já havia empatado com a Bolívia na estreia, e agora precisa vencer a Costa Rica, na segunda-feira, para assegurar uma vaga nas quartas de final. Depois de chegar como franca favorita na competição, a "albiceleste" mostra pouca criatividade em campo, e raras chances de gol.

"A verdade é que o nível individual de todos (nós) não é o melhor, e isso se reflete na equipe", disse o capitão Javier Mascherano a jornalistas no centro de treinamentos da seleção, nos arredores de Buenos Aires.

"O caso de Leo não é isolado. Todos nós sentimos frustração. Isso não significa que a Argentina esteja jogando mal por culpa de Messi, pelo contrário", disse o volante.

Mas o fato é que a mídia e a torcida depositavam grandes esperanças em Messi, e por isso ele se torna um dos maiores alvos de críticas.

O experiente defensor Javier Zanetti também tentou aliviar o peso sobre Messi, que durante as eliminatórias para a Copa de 2010 já era criticado por não render na seleção o mesmo que rende no Barcelona.

"Não esperávamos começar a Copa (América) assim (...). Cabe a nós fazer uma grande partida (contra a Costa Rica), tentar fazer a Argentina jogar bem, agradar a torcida, e certamente o caminho será diferente", disse Zanetti.

A Colômbia lidera o Grupo A com quatro pontos, e a Costa Rica, que venceu Bolívia na segunda rodada, vem em segundo, com três. A Argentina soma dois pontos, um a mais que a lanterna Bolívia.

Mascherano, colega de Messi no Barça, disse que a Argentina precisa jogar "outra Copa América" a partir de segunda-feira, contra a Costa Rica. "Não há muito tempo para lamentar, temos de erguer a cabeça, analisar o que fizemos de errado e melhorar para segunda-feira, porque é uma final e precisamos ganhar."

A tática do técnico Sergio Batista, que valoriza a posse de bola, deixou a desejar contra rivais bem organizados, e tanto Mascherano quanto Zanetti disseram estar abertos a mudanças no próximo jogo.

"Batista gosta de jogar um bom futebol, mas se precisar mudar para beneficiar o time, certamente o fará. Estamos bem cientes de que não estamos gerando (jogadas)", disse Mascherano. "Para nós (uma mudança) não será um drama. Quando você muda o sistema, faz isso acreditando que assim jogará melhor."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below