Mudança na polícia não afetará Olimpíada, diz ministro britânico

terça-feira, 19 de julho de 2011 14:14 BRT
 

Por Avril Ormsby

LONDRES (Reuters) - O ministro das Olimpíadas da Grã-Bretanha disse que o planejamento da segurança para os próximos Jogos Olímpicos não será perturbado pelas renúncias ocorridas nesta semana dos dois principais policiais de Londres por causa do escândalo dos grampos telefônicos envolvendo o agora extinto News of the World.

No domingo, a então principal autoridade policial da Grã-Bretanha, o comissário Paul Stephenson, renunciou diante das acusações de que oficiais da polícia haviam aceitado dinheiro do jornal e não investigaram o suficiente as acusações de grampo que surgiram a partir de 2005.

Num espaço de 24 horas, a principal autoridade para contraterrorismo da Grã-Bretanha, o comissário assistente John Yates, também renunciou, lançando a polícia londrina no caos um ano antes das Olimpíadas de 2012.

O ministro dos Esportes e das Olimpíadas, Hugh Robertson, disse a jornalistas na terça-feira estar "absolutamente feliz" com o fato de o planejamento da segurança estar onde deveria e que um novo comissário não alteraria os planos.

Ele também afirmou que os responsáveis pelo planejamento na segurança continuarão a trabalhar considerando um nível severo de ameaça vindo de terroristas internacionais, apesar de ter havido uma redução no grau na semana passada.

"Sim, isso é perturbador no alto escalão da Met, de fato é, mas não impacta na operação de apresentação da segurança de forma nenhuma", disse ele durante a divulgação dos números financeiros das Olimpíadas no último trimestre.

A Grã-Bretanha tem trabalhado com um nível severo de ameaça terrorista, o segundo mais alto da escala, indicando que um ataque é altamente provável.

O país enfrenta várias ameaças em potencial. Uma das mais comentadas vem da Al Qaeda, depois do apoio da Grã-Bretanha às operações militares dos Estados Unidos no Afeganistão e no Iraque.

O nível de ameaça foi reduzido este mês para substancial, indicando que um ataque terrorista é uma forte possibilidade e pode ocorrer sem outros alertas.