F1 cogita fechar cockpits para aumentar segurança

sexta-feira, 22 de julho de 2011 17:41 BRT
 

Por Mark Meadows

NUERBURGRING, Alemanha (Reuters) - As equipes da Fórmula 1 cogitam cobrir o cockpit dos carros para proteger seus pilotos e evitar a repetição de acidentes com o que envolveu Felipe Massa há dois anos na Hungria.

James Allison, diretor-técnico da Renault e chefe da equipe de trabalho para regulamentações técnicas da Associação das Equipes da F1, disse a jornalistas na sexta-feira que várias ideias estão sendo debatidas com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA).

"Estamos tentando cuidar da cabeça do piloto", disse ele, citando os ferimentos na testa que Massa sofreu ao ser atingido no capacete por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichello.

"Há várias sugestões por aí. Estão todas em discussões muito iniciais."

Uma cobertura, protegendo o piloto como num carro esporte, um visor ou uma estrutura na frente do carro são opções possíveis, caso haja mudanças radicais.

"A cobertura fechada teria um efeito aerodinâmico", acrescentou Allison, explicando que na verdade a mudança deixaria os carros mais velozes, mas que manter limpa a estrutura transparente poderia ser complicado.

Outra preocupação seria como retirar o piloto rapidamente em caso de colisão -- especialmente se o carro capotar.

O Instituto da FIA recentemente realizou testes que envolviam atirar uma roda de F1 com o respectivo pneu -- um peso total de 20 quilos -- a 225 quilômetros por hora contra a cabine de um avião caça.