Lágrimas de Cielo comovem público chinês após medalha de ouro

segunda-feira, 25 de julho de 2011 16:28 BRT
 

Por Greg Stutchbury

XANGAI (Reuters) - Cesar Cielo debulhou-se em lágrimas e quase não conseguiu deixar a piscina após conquistar o título mundial dos 50 metros borboleta nesta segunda-feira.

O brasileiro, que escapou de uma punição por doping dias antes do campeonato, conquistou a medalha de ouro com o tempo de 23s10, à frente dos australianos Matthew Targett (23s28) e Geoff Huegill (23s35).

Cielo voltou a chorar novamente no pódio, durante a execução do hino nacional. O enorme telão no Centro Esportivo Oriental mostrou o nadador muito emocionado, e o público chinês aplaudiu e se comoveu com o momento vivo pelo brasileiro.

As lágrimas de Cielo não eram apenas pela vitória numa prova inédita, mas também porque o campeão olímpico quase não pôde competir em Xangai.

Ele só teve certeza que poderia nadar na quinta-feira, depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) manteve a decisão da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) de apenas emitir um alerta ao nadador, em vez de suspendê-lo, após um exame antidoping positivo.

Cielo, campeão mundial dos 50m e dos 100m livre no Mundial de Roma 2009, e mais três nadadores foram pegos com a substância diurética furosemida, em maio, durante o Campeonato Brasileiro, mas a CBDA decidiu não puni-los com base na alegação de que um suplemento que eles tomam regularmente tinha sido contaminado em uma farmácia de manipulação.

A CAS manteve a decisão brasileira numa audiência realizada já em Xangai, recusando um recurso impetrado pela Federação Internacional de Natação (Fina) que pedia um período de suspensão para os brasileiros.

"Eu não esperava essa medalha de ouro", disse Cielo a jornalistas nesta segunda-feira. "Esse é o maior alívio que já senti na vida."

"Essa é a hora de testar não apenas minha capacidade de nadar, mas também o quanto eu posso aguentar. Estou realmente orgulhoso de poder competir com os melhores nadadores do mundo", acrescentou.

(Reportagem adicional de Soo Ai Peng)

 
O nadador Cesar Cielo chora no pódio depois de conquistar o título mundial dos 50 metros borboleta, em Xangai, na China. 25/07/2011 REUTERS/David Gray