Cielo conquista segunda medalha de ouro em Xangai

sábado, 30 de julho de 2011 13:22 BRT
 

Por Greg Stutchbury

XANGAI (Reuters) - O nadador Cesar Cielo cedeu mais uma vez às emoções no sábado depois de manter o título de campeão dos 50 metros livre ao conquistar sua segunda medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos em Xangai.

O campeão olímpico e recordista mundial da prova cobriu toda a extensão da piscina em 21s52. O italiano Luca Dotto ficou com a prata ao fazer 21s90, enquanto o francês Alain Bernard, na raia oito, ganhou a medalha de bronze com 21s92.

Cielo, que escapou de uma suspeita de doping para competir em Xangai, já havia caído no choro na segunda-feira depois de vencer a disputa dos 50 metros borboleta. Ele chorou de novo no sábado em frente de repórteres e teve que conter as lágrimas no pódio.

"Eu queria tanto ganhar essa competição. Sou um campeão olímpico e um campeão mundial, então estou realmente feliz com o resultado", disse Cielo.

"Participar desses torneios mundiais, ganhar dois ouros e ficar em quarto lugar (nos 100 metros livre), os resultados são melhores do que eu tinha imaginado há duas semanas."

Cielo corria o risco de não participar dos campeonatos porque escapou de uma suspensão por doping apenas três dias antes de a competição começar. O nadador de 24 anos e outros três colegas testaram positivo para o diurético furosemida em maio, mas a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) decidiu não punir o quarteto.

Cielo disse que o teste positivo foi causado por um suplemento que ele tomava regularmente e que havia sido contaminado.

O órgão de natação FINA apelou contra a decisão da CBDA na Corte de Arbitragem para o Esporte (CAS) e pediu que fosse imposta ao atleta uma suspensão de três meses.

A CAS, depois de uma audiência especial em Xangai, decretou em 21 de julho que Cielo poderia competir porque havia tomada "precauções suficientes" sobre os suplementos.

Cielo disse que a semana foi difícil, mas que ele agora se sentia melhor. "Apesar de tudo, esses campeonatos mundiais foram bons para mim", acrescentou. "Acho que estou muito mais forte agora."

 
Cesar Cielo depois de conquistar a medalha de ouro nos 50 metros livres em Xangai. 30/07/2011 REUTERS/Bobby Yip