Incêndio encerra participação de Heidfeld no GP da Hungria

domingo, 31 de julho de 2011 15:43 BRT
 

BUDAPESTE (Reuters) - A corrida de Nick Heidfeld no Grande Prêmio de Fórmula 1 da Hungria teve um final amargo no domingo, depois que seu Renault pegou fogo ao fim de um longo "pitstop".

O alemão tinha acabado de sair do "pitlane" quando faíscas começaram a sair e a parte de trás do carro foi tomada por chamas.

Heidfeld estacionou no gramado e saiu apressadamente do carro, que foi tomado pelo fogo. O bombeiros apagaram as chamas, mas uma peça lateral do carro explodiu e lançou partes do veículo na pista.

"Queríamos parar cedo porque éramos mais rápidos que o carros à frente… E então o pitstop demorou mais do que deveria, e acho que é por isso que algo esquentou demais", afirmou Heidfeld à BBC.

"Eu fiquei um pouco (assustado). Eu enfrentei um incêndio em Barcelona também, mas lá eu não me preocupei nem um pouco, mas esse chegou muito perto", disse.

"Em Barcelona eu não senti a temperatura, e dessa vez eu senti calor, então precisava sair rapidamente."

"Depois eu parei e acho que os bombeiros estavam tentando apagar o fogo e então houve uma pequena explosão do lado esquerdo. Eu nunca vi algo assim antes."

A Mercedes de Michael Schumacher e o piloto da Lotus Jarno Trulli também foram obrigados a deixar a corrida antes da metade.

(Por Mark Meadows)

 
O alemão Nick Heidfeld tenta sair de seu carro durante o Grande Prêmio da Hungria, perto de Budapeste. 31/07/2011  REUTERS/Bernadett Szabo