Futebol argentino descarta fusão das duas divisões

terça-feira, 2 de agosto de 2011 08:53 BRT
 

BUENOS AIRES (Reuters) - A Associação do Futebol Argentino (AFA) voltou atrás da ideia de unir os torneios da primeira e da segunda divisão a partir da temporada de 2012-2013, confirmou na segunda-feira o presidente da entidade, Julio Grondona, dias depois de anunciar a decisão.

A AFA recebeu duras críticas da imprensa, jogadores, dirigentes e torcedores pela organização de um torneio que uniria as 20 equipes da primeira divisão com as 18 da segunda categoria.

"O campeonato fica igual", disse Grondona ao canal Fox Sports.

A AFA havia informado em 25 de julho que ia unir os torneios e que a decisão seria ratificada pelo comitê executivo da entidade em outubro.

Os torcedores convocaram através das redes sociais uma marcha na terça-feira até a sede da AFA no centro da capital argentina.

Entre as críticas se destacou a ideia de que a mudança no torneio foi pensada para devolver a primeira divisão ao River Plate, que na temporada passada caiu para a segunda categoria, e que a decisão estava ligada a questões políticas.

"A Associação do Futebol Argentino (AFA) resolveu esta noite (segunda-feira) 'suspender o tratamento da proposta' de uma fusão entre a Primeira Divisão e o Nacional B a partir da próxima temporada", disse a AFA em comunicado oficial.

"A AFA decidiu suspender o tratamento da proposta", destacou a entidade, que sugeriu que eventualmente poderia voltar a tratar do tema se houver propostas ou modificações para o desenvolvimento desse novo torneio.

O torneio Apertura da primeira divisão, que pela primeira vez não contará com o River Plate, começa nesse final de semana.