Comandar seleção argentina é o auge, diz novo técnico Sabella

sábado, 6 de agosto de 2011 16:48 BRT
 

Por Rex Gowar

BUENOS AIRES (Reuters) - Alejandro Sabella disse ter alcançado o auge de sua profissão ao ser oficialmente revelado neste sábado como o homem que irá comandar a bicampeã Argentina na Copa do Mundo do Brasil em 2014.

"A seleção é o auge, todos sonham com isso", disse Sabella em entrevista coletiva no campo de treinamento da Argentina, nas cercanias da capital.

"Quando criança jogamos no bairro... e sonhamos em jogar na primeira divisão, na seleção, no exterior... E aí você é técnico, quer treinar na primeira divisão e sonha em conduzir a seleção."

"Nesta profissão é como chegar ao zênite", disse Sabella, ex-meio-campista cuja curta carreira como técnico do Estudiantes lhe deu a Copa Libertadores em 2009 e um título na liga doméstica em dezembro passado.

Sabella, técnico-assistente de Daniel Passarella na Copa do Mundo de 1998 na França, sucede Sergio Batista, demitido após o fracasso da anfitriã Argentina em progredir além das quartas de final da Copa América no mês passado.

"Quero um time sólido na defesa, com um meio campo consistente. Quero que segure a bola e seja agressivo no ataque. Obviamente, este é o ideal do treinador. O tempo dirá se podemos consegui-lo", declarou o profissional de 56 anos.

A Argentina, que se vangloria de ter alguns dos melhores centro-avantes do mundo incluindo Lionel Messi, foi deficiente no meio campo e na zaga na Copa América, quando buscava encerrar 18 anos de espera por um grande troféu.

O time não perdeu nenhuma das quatro partidas, mas foi eliminado nos pênaltis nas quartas de final pelo Uruguai, que se sagrou campeão.   Continuação...

 
O novo técnico da seleção argentina de futebol, Alejandro Sabella, concede entrevista coletiva no campo de treinamento da Argentina, nos arredores de Buenos Aires. 06/08/2011 REUTERS/Enrique Marcarian