Fifa expulsa árbitros por manipulação de amistosos

quarta-feira, 10 de agosto de 2011 14:37 BRT
 

ZURIQUE (Reuters) - Seis árbitros e assistentes foram expulsos do futebol por terem manipulado os resultados de dois amistosos internacionais em fevereiro, em que foram marcados um total de sete pênaltis, informou a Fifa nesta quarta-feira.

Os juízes e bandeirinhas, três da Bósnia e três da Hungria, participaram dos jogos Letônia x Bolívia e Bulgária x Estônia disputados no balneário turco de Antalya em 9 de fevereiro.

A Letônia venceu por 2 x 1 e o outro jogo terminou empatado em 2 x 2, com todos os gols dos dois jogos anotados em cobranças de pênalti, incluindo um na primeira partida que foi cobrado duas vezes.

A Fifa disse que os árbitros excluídos do esporte são Sinisa Zrnic, Kenan Bajramovic e Rizah Ridalovic, da Bósnia, e Kolos Lengyel, Janos Csak e Krisztian Selmeczi, da Hungria.

"Os oficiais foram considerados culpados de infringir o artigo 62 parágrafo 2 (corrupção passiva) e o artigo 69 parágrafo 1 (influência ilegal no resultado de partidas) do código disciplinar da Fifa", disse a federação em comunicado.

A federação da Hungria já havia expulsado os três acusados do país após o incidente na partida Bulgária x Estônia.

Os quatro times envolvidos no escândalo reclamaram à época da arbitragem. O técnico da Bolívia, Gustavo Quinteros, disse que os três pênaltis da partida foram "inventados" e descreveu o árbitro como uma desgraça.

Após esses jogos, a Fifa tornou mais rigorosas as regras para os amistosos, que até então eram totalmente liberados pela federação internacional. Agora, a Fifa deve ser informada com antecedência o trio de arbitragem de cada jogo e pode intervir se houver alguma suspeita.

A Fifa tem intensificado a luta contra a manipulação de resultados no futebol, que segundo a entidade faz parte de um esquema de apostas ilegais.

(Por Brian Homewood)