August 11, 2011 / 10:38 PM / 6 years ago

Zico afirma ter interesse em treinar seleção do Iraque

3 Min, DE LEITURA

RIO DE JANEIRO/BAGDÁ (Reuters) - O Iraque planeja contratar Zico, e o brasileiro disse nesta quinta-feira que tem interesse em treinar a seleção do país rumo à Copa do Mundo de 2014.

Zico confirmou que "houve um contato inicial" de um intermediário da federação iraquiana com seu irmão, Edu, que já trabalhou no Oriente Médio.

"Esse intermediário perguntou se haveria interesse nosso em trabalhar com a seleção do Iraque. Disse que sim, mas que aguardava um contato oficial da federação iraquiana ou que ele me processe um documento autorizando a conduzir a negociação", declarou Zico à Reuters.

"Acho que seria uma boa oportunidade. Conversei com o Edu, conhecemos o material humano, que é muito bom. Poderia ser um trabalho de preparação para a Copa de 2014 aqui no Brasil. O fato de sermos brasileiros até poderia ajudar."

Representantes do futebol iraquiano disseram estar determinados a contratar Zico para comandar a seleção nas eliminatórias do Mundial.

A seleção iraquiana se classificou para a terceira fase do torneio qualificatório asiático para a Copa, que começa em 2 de setembro. O Iraque está no Grupo A, com Jordânia, China e Cingapura.

A contratação de Zico, que comandou o Japão na Copa de 2006, seria um grande impulso para o Iraque, que tem tido resultados ruins desde que ganhou a Copa da Ásia em 2007.

"A associação está determinada a acertar um acordo com Zico para treinar a seleção nas eliminatórias da Copa do Mundo", afirmou à Reuters Kamel Zeghyar, integrante da associação de futebol do Iraque.

Zeghyar disse que Zico deve chegar ao Iraque no domingo para assistir à partida final da liga.

"Será uma boa oportunidade para apresentá-lo aos torcedores iraquianos, para conversar diretamente com ele e tentar finalizar todos os assuntos técnicos e contratuais", explicou.

Zico, que já treinou o time turco Fenerbahce, o russo CSKA Moscou e o grego Olympiakos, deixou no ano passado o cargo de diretor de futebol do Flamengo depois de apenas quatro meses alegando ter sofrido pressões dentro do clube.

O ex-jogador nunca treinou um clube brasileiro.

"O Iraque tem bons valores, mas a grande dificuldade é que eles jogam em sua maioria no exterior. Eles não têm um campeonato forte, o que dificulta a formação de uma base, uma estrutura para uma competição", disse Zico.

Reportagem de Rodrigo Viga Gaier, no Rio de Janeiro, e de Waleed Ibrahim, em Bagdá

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below