Wenger se diz triste por perder "jogador de categoria mundial"

segunda-feira, 15 de agosto de 2011 13:48 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - O Arsenal perdeu um "jogador de categoria mundial" com a saída de Cesc Fábregas para o Barcelona, disse nesta segunda-feira o técnico Arsène Wenger, ao mesmo tempo em que o ex-capitão de seu clube falava com a imprensa na Espanha.

Fábregas, que entrou no Arsenal aos 16 anos, vindo do Barcelona em 2003, tornou-se um dos melhores meio-campistas do mundo. Ele voltou para o clube de sua adolescência na segunda-feira.

"Perdemos um jogador de categoria mundial e estamos tristes com isso, nós realmente tentamos mantê-lo no clube", disse Wenger em uma coletiva de imprensa antes do jogo decisivo de seu clube contra os italianos da Udinese na Liga dos Campeões no estádio Emirates, na terça-feira.

"No fim temos que respeitar a vontade do jogador. Esse clube fez 125 anos nessa temporada e muitos grandes jogadores já o deixaram e o clube continuou. Então queremos mostrar que temos a força e a unidade para lutar como sempre".

Ele acrescentou que a mudança fazia sentido para Fábregas por várias razões. "Ele volta para o Barcelona, ele foi educado ali. Seu avô fazia parte do comitê do clube", disse Wenger em seu francês nativo.

"Ele praticamente cresceu na creche do Barcelona. Além disso, ele está indo para um clube que tem a melhor equipe no mundo atualmente. Então, por esse ponto de vista, também podemos entender que não tem nada a ver com dinheiro, é uma questão emocional".

Ao mesmo tempo em que Wenger falava, Fábregas dava uma entrevista elogiando seu ex-técnico para a mídia espanhola.

"Nunca terei palavras suficientes para dizer o que acho de Arsène Wenger, e se o Arsenal quiser ser o clube que é terá que ficar sempre sob o controle dele", disse o jogador de 24 anos.   Continuação...