Ecclestone elogia circuito que inaugurará a F1 na Índia

quinta-feira, 18 de agosto de 2011 11:54 BRT
 

Por Amlan Chakraborty

NOVA DÉLHI (Reuters) - O poderoso chefão da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, elogiou o circuito que vai inaugurar o Grande Prêmio indiano em outubro como "um dos melhores" do calendário e previu que a prova terá impacto importante no segundo país mais populoso do mundo.

Ao anunciar a gigante das telecomunicações Bharti Airtel como a patrocinadora do evento, em 30 de outubro, no Circuito Internacional Buddh, nos arredores de Nova Délhi, o empresário de 80 anos disse esperar que o vírus da F1 contagie o país fã de críquete.

"A Fórmula 1 é obviamente nova para a Índia e levaria pelo menos de dois a três anos... nós nunca realmente alcançaremos o críquete, tenho certeza disso, mas temos que tentar o melhor para conseguir isso. Tenho certeza que no final chegaremos bem perto", disse o britânico a repórteres nesta quinta-feira.

"Não tenho dúvidas de que o circuito será um dos melhores que temos e que estará finalizado a tempo", declarou Ecclestone em um hotel da cidade, depois de uma cerimônia para revelar o logotipo da corrida.

"Estamos checando tudo o tempo todo, diariamente. Estamos muito, muito felizes porque nada está atrasado. Não há problemas."

Suas palavras irão soar como música aos ouvidos de um país que viu os Jogos da Comunidade Britânica em 2010 se transformarem em um desastre de relações públicas, ao custo de 6 bilhões de dólares.

Ecclestone disse que a Fórmula Um não pode se dar ao luxo de ignorar a Índia, uma das economias que crescem a ritmo mais acelerado no mundo.

"Temos que nos lembrar de que a Índia é um dos cinco países mais importantes no mundo hoje", acrescentou.

 
O chefe comercial da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, durante coletiva de imprensa em Nova Délhi. Ecclestone elogiou o circuito que vai inaugurar o Grande Prêmio indiano em outubro como "um dos melhores" do calendário.  18/08/2011  REUTERS/Vijay Mathur