Operários da obra do Maracanã encerram greve

segunda-feira, 22 de agosto de 2011 12:31 BRT
 

RIO (Reuters) - Depois de 4 dias em greve, os funcionários que trabalham nas obras de modernização do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 decidiram voltar ao trabalho nesta segunda-feira, informaram o sindicato dos trabalhadores do setor e o consórcio encarregado das obras.

Eles iniciaram a paralisação na semana passada depois que um operário se feriu no canteiro de obras ao tentar cortar um galão com resíduos metálicos e de combustível. A explosão do galão feriu o operário, que teve lesões no joelho e na perna.

Os operários iniciaram no mesmo dia do acidente uma greve para cobrar melhores condições de segurança e trabalho.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada do Rio de Janeiro, o consórcio responsável pela obra, formado pelas construtoras Odebrecht, Andrade Gutierrez e Delta, aceitou boa parte das reivindicações envolvendo aumento de salário e benefícios. Uma comissão também foi criada para que haja negociações permanentes daqui para a frente.

"Tivemos muitas conversas e as negociações ficaram da seguinte forma: o plano de saúde será apenas para os operários, mas vai se estudar possibilidade de estendê-lo para as famílias também", disse à Reuters o diretor do sindicato, Romildo Vieira. "Vamos receber também R$ 160 de vale alimentação. Estamos satisfeitos, por isso voltamos ao trabalho hoje", acrescentou.

O consórcio afirmou que os termos do acordo seriam informados ao Tribunal Regional do Trabalho em audiência marcada para a manhã desta segunda-feira.

O estádio está sendo preparado para ser palco da Copa das Confederações em 2013 e será a sede da final do mundial de 2014.

"O prazo para finalizar a obra do Maracanã é dezembro do ano que vem. Os dias parados não vão atrasar a obra", disse Vieira, acrescentando que as empresas costumam trabalhar com uma folga de prazo e pessoal. "Se for necessário, vamos trabalhar mais horas", afirmou. Ele disse que o cronograma prevê a contratação de até 3 mil operários para a obra do Maracanã e, atualmente, cerca de 2 mil estão trabalhando em 3 turnos

As obras do Maracanã estão orçadas em quase 1 bilhão de reais, de acordo com o Governo do Rio de Janeiro.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)

 
Obras de renovação do estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro. Depois de 4 dias em greve, os funcionários que trabalham nas obras de modernização do Maracanã para a Copa do Mundo de 2014 decidiram voltar ao trabalho nesta segunda-feira, informaram o sindicato dos trabalhadores do setor e o consórcio encarregado das obras.
 19/08/2011 REUTERS/Ricardo Moraes