Sem pesares, Schumacher comemora seus 20 anos de F1

quinta-feira, 25 de agosto de 2011 18:11 BRT
 

Por Alan Baldwin

SPA-FRANCORCHAMPS, Bélgica (Reuters) - Com orgulho e prazer - mas talvez também com uma ponta de remorso -, Michael Schumacher rememorou na quinta-feira sua carreira na Fórmula 1, que completa 20 anos. Pesando prós e contras, o mais bem sucedido e polêmico piloto da história moderna disse ter a consciência tranquila.

O alemão de 42 anos, ganhador de sete títulos mundiais com a Benetton e a Ferrari, foi o grande astro da entrevista coletiva no GP da Bélgica, onde estreou pela Jordan em 25 de agosto de 1991.

Sentado ao lado do atual campeão, Sebastian Vettel, Schumacher não escondeu sua surpresa por ainda estar nas pistas.

"É uma situação excepcional e certamente não é algo esperado desde o começo", disse, sorridente, o piloto da Mercedes, que passou três anos aposentado antes de voltar a correr na temporada passada.

Ele admitiu que, se pudesse "faria certas coisas de maneira diferente".

"Mas, na vida, é preciso cometer alguns erros para entender que é um erro e meio que estabelecer as suas diretrizes", prosseguiu.

"Não tenho muita coisa a lamentar e, no geral, certamente me sinto muito animado e orgulhoso com o que tem acontecido."

Os recordes de Schumacher, consolidados durante seu período na Ferrari (2000-05), incluem 91 vitórias e 68 pole positions.   Continuação...

 
Os pilotos Michael Schumacher e Sebastian Vettel chegam para entrevista no GP da Bélgica nesta quinta-feira.    REUTERS/Jan Van De Vel