Celtic pode voltar à Liga Europa, diz Platini

sexta-feira, 26 de agosto de 2011 12:10 BRT
 

Por Mike Collett

MÔNACO (Reuters) - O Celtic, eliminado da Liga Europa pelo Sion, pode ser reintegrado se o clube suíço for declarado culpado de violar uma proibição de transferência de jogadores inelegíveis na etapa classificatória.

O Celtic perdeu a segunda partida por 3 a 1 para o Sion, deixando a Escócia sem um representante nem na Liga dos Campeões nem na fase de grupos da Liga Europa.

"Parece-me que o Sion descumpriu a proibição de transferência imposta a eles e estão em violação direta das regras e o Celtic poderia voltar", disse o presidente da Uefa, Michel Platini a repórteres antes do sorteio para a fase de grupos.

"Mas devemos esperar e ver qual será o resultado. É uma questão legal que tem que ser resolvida. Mas para mim a questão parece clara e o Sion descumpriu os termos da proibição."

O secretário-geral da Uefa, Gianni Infantino, acrescentou: "Esperamos receber a apelação do Celtic no que vem sendo uma longa saga com relação ao Sion.

O órgão disciplinar e de controle vai decidir sobre a questão antes do início do sorteio da fase de grupos, embora o nome do Sion esteja incluído. O Sion tem o direito de recorrer à CAS (Corte de Arbritragem do Esporte), que vai decidir a questão."

O Sion, que foi proibido de comprar ou vender jogadores por dois períodos de transferências, já levou o caso para a Fifa e a Corte Suprema Suíça, mas um tribunal provincial intercedeu a seu favor na semana passada, causando a atual discrepância.

O Sion foi banido depois que a Fifa considerou que o clube era culpado por induzir o goleiro egípcio Essam El-Hadary a romper seu contrato com o Al Ahli, clube do Cairo, em 2008. O Sion alega que já cumpriu a proibição, mas a Fifa diz que ela se mantém até o final deste ano.