28 de Agosto de 2011 / às 15:13 / em 6 anos

Bolt e Bekele queimam a largada, Blake vence os 100 metros rasos

O jamaicano Yohan Blake comemora vitória nos 100 metros rasos finais no Campeonato de Daegu. 28/08/2011Kim Kyung-Hoon

DAEGU, Coreia do Sul (Reuters) - Usain Bolt e Kenenisa Bekele abandoram seus títulos mundiais no domingo quando o homem mais rápido do mundo e o corredor de longa distância mais bem sucedido queimaram a largada e não puderam terminar as finais de 100 e 10.000 metros, respectivamente.

Desclassificado por largar antes, o jamaicano Usain Bolt, detentor do recorde mundial, deixou a arena de Daegu irritando e esmurrando uma parede com a mão. Ele então assistiu frustrado seu colega de treino jamaicano Yohan Blake vencer a corrida em 9.92 segundos, à frente do americano Walter Dix.

No entando, o tricampeão olímpico logo recuperou sua calma costumeira.

"Procurando lágrimas?", perguntou Bolt. "Isso não vai acontecer."

A largada queimada de Bekele foi mais lamentada. Imbatível na pista de 10.000 metros, o tetracampeão saiu mancando da pista de corrida antes de parar graciosamente para falar com repórteres de televisão.

"Eu não queria ter perdido essa corrida porque pensei que tinha uma chance", disse Bekele, que não competia desde janeiro de 2010, depois de romper um músculo da panturrilha.

"Estou feliz por ter vindo, queria tentar", acrescentou o corredor de 29 anos. "Estive longe por dois anos. Minha lesão está melhor, mas ainda não estou em forma. O que farei agora? Continuarei treinando."

Seu título foi tomado não por Mo Farah, como era esperado, mas pelo colega etíope Ibrahim Jeilan, que venceu o favorito britânico na reta final.

A americana Brittney Reese conseguiu defender seu título mundial de salto em distancia. Ela marcou pela primeira vez, legitimamente, a marca dos 6.82 metros e tornou-se a primeira mulher a conquistar o bicampeonato desde sua compatriota Jackie Joyner-Kersee, em 1991. A brasileira Maurren Maggi, que queimou seu salto, terminou a final na última colocação.

Outra americana, Trey Hardee venceu o decatlon com 8,607 pontos, à frente de Ashton Eaton, também dos Estados Unidos. A chinesa Li Yanfeng conquistou a medalha de ouro no disco feminino, com um lançamento de 66.52 metros.

O drama da noite de domingo seguiu uma manhã histórica, quando o atleta sul-africano Oscar Pistorius, que teve as duas pernas amputadas, fez sua estréia no campeonato, correndo com próteses de fibra de carbono.

Redefinindo o conceito de conquista atlética, Pistorius marcou 45.39 segundos no relógio, diante de 10,000 espectadores espalhados pelo cavernoso estádio. Eles testemunharam o primeiro amputado a correr em um campeonato mundial e se classificar para as semi-finais dos 400 metros.

No aquecimento para os 110 metros com obstáculos, o chinês Liu Xiang parecia o campeão mundial e olímpico que um dia foi, e permaneceu na pista para uma performance de estrelas com o americano David Oliver e Dayron Robles, ouro olímpico. Ambos se classificaram com facilidade para as semi-finais.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below