Arsenal domina contratações de última hora na Inglaterra

quinta-feira, 1 de setembro de 2011 11:01 BRT
 

Por Mike Collett

LONDRES (Reuters) - Depois de um mau começo de temporada, Arsenal e Tottenham Hotspur estiveram entre os clubes que mais fizeram negócios de última hora antes do final da janela de transferências no futebol inglês, na quarta-feira.

O Spurs é conhecido por aproveitar os instantes finais, mas desta vez foi o rival Arsenal que deixou para a última hora a contratação do meia espanhol Mikel Arteta, do Everton, numa transação estimada em cerca de 10 milhões de libras (16,3 milhões de dólares).

O Arsenal, com apenas um ponto ganho em três rodadas no Campeonato Inglês -- além da humilhante derrota de 8 x 2 para o Manchester United no domingo --, reforçou-se também com o zagueiro Per Mertesacker, alemão trazido do Werder Bremen por estimados 9 milhões de libras, e o lateral-esquerdo brasileiro André Santos, contratado junto ao Fenerbahce. O meia israelense Yossi Benayoun foi trazido por empréstimo do Chelsea, e o atacante dinamarquês Nicklas Bendtner foi cedido ao Sunderland.

Na terça-feira, o Arsenal já havia contratado o sul-coreano Park Chu-young, vindo do AS Monaco. Todas essas contratações são uma resposta à insatisfação dos torcedores contra o técnico Arsene Wenger, criticado por não repor o elenco depois da saída do defensor Gael Clichy e dos meias Cesc Fabregas e Samir Nasri.

O Chelsea usou o último dia do prazo para trazer do Liverpool o meia português Raul Meireles, por cerca de 12 milhões de libras, e os "Reds" usaram o dinheiro para contratar de volta o atacante galês Craig Bellamy, do Manchester City, que havia deixado Anfield em 2007.

O meia inglês Shaun Wright-Phillips foi do City para o recém-promovido Queens Park Rangers -- a 11a contratação do time desde a ascensão à primeira divisão.

O Tottenham resistiu à proposta de 40 milhões de libras do Chelsea e manteve o meia croata Luka Modric no seu elenco. A equipe contratou o meia inglês Scott Parker, que estava no West Ham United, enquanto o lateral David Bentley fez o caminho contrário, emprestado.

Outros quatro jogadores deixaram o time londrino: o hondurenho Wilson Palacios e o atacante inglês Peter Crouch foram para o Stoke City, por 8 e 10 milhões de libras, respectivamente; o zagueiro escocês Alan Hutton se transferiu para o Aston Villa por 4 milhões de libras; e o meia inglês Jermaine Jenas foi por empréstimo também para o Villa.

Já o Liverpool abriu mão de quatro jogadores: Joe Cole, que foi para o francês Lille; Christian Poulsen, emprestado para o também francês Evian; David Ngog, que seguiu para o Bolton Wanderers; e Philipp Degen, que teve o contrato cancelado por entendimento mútuo.