Briga mostra nossa união, diz seleção da Espanha

sábado, 3 de setembro de 2011 13:29 BRT
 

Por Brian Homewood

ST GALLEN, Suíça (Reuters) - Os jogadores da seleção da Espanha dizem ter provado estar unidos pela maneira como todos se defenderam durante uma briga no final do amistoso com o Chile.

O meio-campista Andres Iniesta disse que o incidente enterrou quaisquer suspeitas de uma rixa entre membros do Real Madrid e do Barcelona na seleção, após jogos bastante acirrados entre os dois times arquirrivais da liga espanhola.

"Estamos todos lutando pela mesma causa e somos todos companheiros de equipe, não há dúvida alguma sobre isso", disse Iniesta a repórteres depois da conturbada vitória de 3 x 2 da Espanha sobre os chilenos, na sexta-feira.

O diário esportivo espanhol Marca pareceu se deleitar com o que chamou de sinal de união.

"Houve uma guerra no final da partida, mas foi declarada a paz entre os jogadores do Real Madrid e do Barça, que defenderam uns aos outros", afirmou.

"Os jogadores do Real Madrid e do Barça se envolveram em mais um quebra-pau, mas desta vez do mesmo lado", acrescentou o jornal, antes de se lançar em uma explicação detalhada de como Sergio Busquets, do Barcelona, entrou na confusão para defender Alvaro Arbeloa, do Real Madrid.

A confusão ofuscou os desempenhos soberbos de Iniesta e Cesc Fabregas, que entrou no segundo tempo e resgatou a Espanha, que vinha perdendo de 2 x 0 e se mostrou inferior na primeira etapa.

Iniesta marcou o primeiro gol espanhol e armou o segundo para Fabregas, que também conferiu o gol da vitória com um rebote depois que um pênalti cobrado por ele mesmo foi defendido.   Continuação...